Brasil contra o "Toro de La Vega" 2014

Texto e Imagens: Ribas Machado


Imaginem a situação...
Um ser vivo, um escolhido, é afastado e protegido dos humanos, mantido no luxo, super bem tratado, até que chega o grande dia em que ele ganhará o direito de homenagear uma Santa. Dia este, em que ele, belo e super saudável poderá passear pelas ruas do povoado, repletas de pessoas felizes com sua presença e com a possibilidade de com ele interagir, até o momento em que após conseguir se desvencilhar de todo este calor HUMANO, ele sai das fronteiras deste povoado acolhedor, ganha o mundo e a vive livre e feliz para todo o sempre!!

Imaginaram? Ok! Linda história não é? Pois é...

Mas agora esqueçam a imaginação, coloquem um Touro como sendo o ser vivo, entendam "afastado e protegido" como "sequestrado e preso", saibam que a tal Santa é a Virgen de La Peña, que o povoado fica na região de Tordesillas, na Espanha, que as pessoas felizes, assim estão pq, poderão tentar ter a "honra" de dar a última estocada/pancada, dar o golpe fatal/mortal no Touro, enquanto este (sem entender o que está acontecendo) busca fugir pelas ruas do povoado (repleto de sádicos e doentes) pois se, por um total acaso (até pq ele -touro- não sabe as regras, nem assinou nenhum contrato de compreensão), conseguir sair da cidade poderá viver/sobreviver (todo machucado, frise-se)...

Deixou de ser uma linda história e passou a ser um daqueles filmes de terror, com caçadas humanas, que tanto incomodam pessoas normais que os assistem, não é???  Pois é... E se eu contar que isto se repete há séculos, e que já já estará se repetindo novamente???

Triste!


Mas, junto com a comoção espanhola e mundial (a cada ano maior), no Brasil, mais especificamente em Sampa, um grupo levanta a voz regularmente contra este ato doente e, em 2014, não foi diferente, lá foi o tal grupo se manifestar no Consulado Espanhol e, o Mídia Legal Independente (lógico) foi cobrir e (muito cá entre nós) apoiar tal evento...



Ah! Antes de iniciar o relato, vale contar que o Touro escolhido neste ano se chama "Elegido"






Pois bem, feitas as explicações acima, vale contar que pouco (bem pouco) antes das 11h00 eu já estava chegando no Consulado Espanhol (Avenida Brasil, esquina com a rua Canadá)...


 Fui Chegando...


Conferindo o horário...


E vi que algumas ativistas já estavam chegando no local e preparando o ato...


 Arrumações feitas e no horário marcado...


 Quem já estava no local foi soltando a voz, devidamente amplificada, e dando seu recado!!


Enquanto outras iam interagindo com quem passava


E, aos poucos outras mais iam chegando...


 E assumindo papeis...


 O megafone ia sendo passado para quem queria dar seu recado...

Obs: Não esqueço de uma das falas (embora esqueça quem disse), que era: "Ei vocês aí de dentro, venham brincar de Toro de La Vega aqui fora com a gente"  (meeeedo hehehe)


Faixas eram esticadas...


Até que a PM foi chegando...


Pela mão certa...


 Pela contra mão...


Os ativistas, tranquilos, fazendo o que estavam lá pra fazer...


Mais viaturas...


Mais ativistas...


E tudo continuou tranquilo...


A PM se fazendo presente, embora sem intervir ou incomodar, papel constitucional e legalista que merece os parabéns!


E as ativistas fazendo sua manifestação...

 

 Aos poucos a PM foi diminuindo o efetivo...


Diminuindo...


Até que só ficou uma viatura...


Enquanto que para as ativistas, a manifestação e a animação continuavam iguais, fortes e ativas...

 

Aos poucos organizaram uma groupie pra relaxar um pouco (o sol estava BEM forte)


 

Mas logo voltaram para suas posições da 1ª fase do ato...


Tudo ia correndo bem...


Até que o segurança (vcs sabem minha opinião sobre seguranças "cara crachá" não é?)


Resolveu mostrar serviço ou foi ordenado (por UMA segurança que ficava lá dentro e parecia ser a chefe) a mostrar serviço e, com isto, gerou o único momento mais tenso de todo o ato...


Momento este que, com as câmeras, a presença não intervencionista da PM e alguma conversa, foi rapidamente solucionado...


Então o ato passou para a fase 2... Mais simbólica e forte...



 Folha de papel queimada, estruturas do Consulado intactas...


 Bandeiras tremulando...


 Novos ativistas chegando...


 E a mensagem ia sendo dada de forma linda e tranquila...


A hora ia passando...


 Os ativistas, firmes...


E a polícia quieta, só observando e meio que compondo o cenário...


Tudo ia correndo bem, cartazes iam sendo mostradas para quem passava a pé ou de carro pela Rua Canadá...


 

Pessoas parando e se informando sobre o que estava acontecendo...


 Até que a fase 3 começou a ser organizada... (agora na Avenida Brasil)

 

A PM (como eu) também ficou curiosa...


 Foi ver, viu...


Foi vista...


E foi embora...

 

Aí os ativistas começaram a se locomover...



Já passava do meio dia...


Eu disse que estava quente não é?


Foram arrumando o novo cenário...


E recomeçaram as palavras de ordem no megafone...


A planfetagem...

 

As conversas com quem passava...


Com uma "viatura observando"


O "sangue do touro Elegido" (na verdade era um líquido vermelho que saia facilmente com água) serviu para marcar (vocês leram que o liquido saía facilmente né?? Ok! Então sem comentários citando vandalismo tá?) as calçadas do Consulado...


 E, pouco a pouco, o ativismo foi se desativando...

 

E...

Fim...

Até parecia que era só aquilo...

Poucas pessoas, nenhuma imprensa formal/tradicional/comercial...

Ninguém importante saiu do Consulado para falar com os ativistas...

Divulgação restrita...

Mas pelo menos o recado estava dado... Não é? Mesmo que só para algumas dezenas de pessoas que entenderam o que estava ocorrendo e para os funcionários do Consulado espanhol que ouviram o megafone ou olharam pela janela...

Seria até um pouco desanimador...

Mas eu discordo de quem porventura tenha pensado no sentido da linha acima, pois qualquer ato em defesa dos animais é muito mais do que ato nenhum...

E, quanto a divulgação e reconhecimento, vale dizer e registrar que tal gota (mais uma, pois como eu disse, este grupo paulistano já se manifesta há alguns anos...) chegou na Espanha e ajudou a encher os ânimos daqueles que haviam ido até o povoado, haviam apanhado e até visto amigos e amigas serem detidas ao tentar impedir (AINDA sem sucesso) a matança doentia!!

E tal gota os alegrou e os encheu de ânimo para novas ações no ano que vem...


E por falar no ano que vem...

Não custa torcer no sentido de que a vitória finalmente aconteça e não tenhamos (NUNCA) mais esta "festa religiosa" estúpida...

Além de torcer, como uma mera formiguinha, fiz minha parte (que duvido que tenha sido vista, mas...)


Até a próxima!!




P.S: Não colocarei vídeos do evento espanhol, nem mesmo da morte do Touro, mas quem quiser se horrorizar (ou, infelizmente, se regozijar) poderá achar facilmente no youtube.























Share on Google Plus

About Videoteca do Olhar Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário