[RELATO] 5º Grande Ato Contra a Tarifa (M.P.L)

Texto e imagens: Ribas Machado
Imagens e relatos: Marcos Jr.         


OBS: Antes de mais nada, queremos agradecer muito o Sr. Manoel C. Braga (Observador Legal e amigo do M.L.I), ao Fotógrafo Eli Simioni, ao pessoal do Coletivo Molotov FOTO Independente, do Coletivo Guerrilha GRR, e ao pessoal do Coletivo Território Livre pois, sem eles, sem suas imagens e vídeos, uma parte do relato abaixo acabaria bem empobrecida, pela completa falta de imagens do incidente PÓS ATO, na Estação de Metro Faria Lima... MUITO OBRIGADO a vocês e contem sempre conosco!!! Dito isto, vale começar agora, com a...

VERSÃO RESUMIDA:
(que não será tão resumida assim -de novo- mas...)


Pois bem, já de cara adianto para vocês que, este ato, teve muitas semelhanças com o 3º Ato, ocorrido fora da região central, na Zona Leste, também em um meio de semana. 
  •  Conseguiu ser iniciado, realizado e finalizado em PAZ;
  •  Teve uma atuação bastante válida do grupo de policiamento DA REGIÃO (fechou ruas, se fez presente sem stress -que eu tenha presenciado- e acompanhou sem envelopamentos... Enfim, fez o que tem que fazer, protegendo a manifestação e ajudando na sua conclusão...);
  • Teve um problema PÓS ATO dentro de uma Estação do Metro (Lá, na Belém, aqui, na Faria Lima) entre manifestantes e o grupo/tropa especial de policiamento.
Tirando tais semelhanças, devo dizer que para mim, especificamente para mim, o dia hoje foi meio esquisito...
Digo isto pq passei por algumas situações incomodas, estressantes, chatas e até tragicômicas que sigo a explicar abaixo:

  • Situação INCOMODA: Estava eu, belo e feliz (e um pouco atrasado 17h11) fazendo as primeiras imagens da concentração e me inteirando de (ambientando com) toda a situação, quando ouço numa diagonal, atrás de mim, uma voz pouco simpática, dizendo (algo do tipo), "O Senhor está cobrindo para onde?", viro no sentido da voz e vejo uma guria de óculos escuro, boné, corte de cabelo curto, postura e corpo militarizado, forçando uma cara de poucos amigos... Pensei, que bom!! fui comentar aqui no M.L.I dos tiros que levei e, cá está uma P2 me investigando... Então respondi para onde estava cobrindo, ela respondeu "Tá bom" virou, pôs as mãos no bolso e saiu andando (17h21)... Incomodado fui levantar quem era a figura e descobri que faz parte de um coletivo que atua em uma determinada Comunidade... Ufa!! Antes uma chata com mania de perseguição e fetiche pra polícia secreta, do que a própria polícia... (Até tenho foto da guria e do seu andar característico com a mão no bolso, mas não vou expor aqui, pq durante o ato ela se mostrou bem ponta firme, bem atuante e, como eu disse, era só alguém com cisma de perseguição, melhor nem esticar muito, vai que é doença não é mesmo... BRINCADEIRINHA!!!!!!! A guria é ponta firma...)
  •  Situaçao ESTRESSANTE: Estava eu na frente do ato, quando este andava pela Marginal Sentido Estação Pinheiros, vi que a Estação estava repleta de policiais, "totalmente fechada", e comecei a gravar algumas imagens, filmei as linhas da PM, viaturas e quando entro na Estação pra filmas atrás das linhas iniciais (detalhe que passei pelo Choque, sem problemas) quem vem torrar????? Adivinhem!!! UM SEGURANÇA contratado da Estação (a mando de algum "famoso quem" da SPTrans) Aqui faço questão de mostrar tudo, pois ao contrário da guria de cima (que tem e demonstrou seu valor ao longo do ato), aqui, foi só encheção cara crachá... Ah! A voz que vocês ouvirão junto com a minha e a do segurança é de um Mídia (mais antigo) que, segundo ele, trabalha com agências (de notícias) quando viu o tumulto "colou junto" e comprou a briga, numa atitude muito bacana de espírito de equipe (fico em dívida com o colega)

  • Situação CHATA: Aqui eu cito um sujeito que estava (devia estar) comendo em uma pizzaria do caminho onde o ato iria passar (sim eu estava um pouco a frente com os demais jornalistas), viu a bagunça, surtou e começou a dar discurso, no meio da rua, criticando o fato de ser "só por 0,50"... Neste ponto cabe dizer que tanto o Piauí (sim, ele mesmo) quanto a "guria da polícia secreta" (heheheh) agiram de forma muito lúcida e controlada... Vale dizer também que quando vi a PM olhando tudo e o ato chegando bem perto (no vídeo, isso se dá um pouco depois do minuto 1), me irritei com a situação, não me contive, cheguei nos tijolinhos amarelos e "ensinei" que se deixassem aquilo correr poderia ter tumulto com a passagem do ato... Para minha surpresa eles agiram e afastaram o "professor" (dei os parabéns na hora, e os repito aqui... Antes, sempre e em todas as regiões, fosse assim!);

  • Situação TRAGICÔMICA: Estou caminhando pela "Marginalzinha" conversando (e cobrando um livro que ele escreveu hehehe) com o Advogado Ativista Daniel Biral, quando ouço numa diagonal atrás de mim (eh mania que o povo tem de vir desse jeito), uma voz gutural, dizer, algo do tipo, "Quando você menos esperar vou te quebrar"... Pronto!! (pensei) Hoje é dia, e dessa vez deve ser a PM e, se bobear, o PM que havia atirado em mim... Viro de novo em direção a voz e... ERA UM PM de armadura realmente!!!!  Mas era um PM do grupo de policiamento da região, amigo que fiz em outras coberturas na área (principalmente da causa animal) mais tranquilas e com atuação sempre legalista que BRINCOU comigo (brincadeirinha fofa né !!?? hehhehe)... UFA!!! (não tenho imagens, nem vídeos, pois nessa hora só amaldiçoei o fato de no local não ter um banheiro próximo heheheh).

- Mas pq vc disse MEIO esquisito se essas situações acima já gerariam um dia totalmente esquisito???

Explico, eu disse "meio" pq alguém lá em cima (que deve gostar de mim, apesar de tudo que já "vivi" nesses mais de 40 anos de vida na terra hehehe), compensou o fato de eu ter passado pelo que narrei acima, fazendo com que após o fim do ato e toda a festa que se seguiu, eu, ao invés de pegar o metro, ficasse no ponto esperando um ônibus...

Isso acabou sendo muito bom (pra minha saúde -já to velhinho poxa vida!!-) pois um pouco depois das 22h00 (segundo relatos, o "ato" começou 22h20 e a primeira bomba teria explodido por volta das 22h50), já com o ato oficial FINALIZADO e até já bem FESTEJADO (como vocês verão na versão completa), enquanto eu estava no ponto de ônibus, andares acima (a estação Faria Lima desce pra MUITO abaixo do nível do solo), embaixo de mim, dentro da Estação...

Em companhia de muita gente do ato e muito mais gente que só estava tentando voltar pra casa após um dia de trabalho, estavam (também tentando voltar pra casa) o Marcos Jr., o pessoal do GAPP, o O.L. Sr. Manoel e o Coletivo Molotov FOTO Independente, Coletivo Território Livre e o Coletivo Guerrilha GRR que me narraram (e mostraram) o que se segue...


(Relato do Marcos Jr., "o M.L.I que desceu às profundezas da Estação Faria Lima", fotos -sem marca- do O.L Sr. Manoel, fotos -com marca- do Fotógrafo Eli Simioni, vídeos dos Coletivos "Molotov FOTO Independente" -vídeo do início, na estação-, "Guerrilha GRR" - dentro do metro- e "Território Livre" -confusão pelos andares-)



"Vamos lá...

Alguns manifestantes desceram e sentaram na frente das catracas, onde ficaram protestando pela liberação das mesmas...

Protesto vai, protesto vem...

A Via 4 não concordou em liberar o acesso/catraca livre...


Nisso o Choque desceu/apareceu...

O gerente da via 4, se reuniu com alguns (possíveis) oficiais do Choque, de canto, trocou algumas palavras...



05 minutos depois desceu, mais membros do choque armados e com bombas...



E começou todo o "furacão"...

 (Vídeo produzido pelo Coletivo Molotov FOTO independente)


Que espalhou pânico e caos por toda a estação (e seus andares)

(Vídeo produzido pelo Coletivo Território Livre)

Enquanto isto, pessoas foram detidas...




O GAPP, que estava comigo, prestou muitos atendimentos/socorros... 

 

Inclusive dentro da própria enfermaria da estação, onde uma parte deles cuidava de vitimas mais graves (inclusive populares e funcionários da Estação).


Enquanto outra parte cuidava dos que haviam sido atingidos pelo gás que desceu para a plataforma e até entrou no trens...

(Vídeo feito por Morales Pri, do Coletivo Guerrilha GRR)


Eu, como já estava sem bateria na câmera, fiquei ajudando no que pude, inclusive fiquei passando soro pros socorristas do GAPP e ajudando a carregar algumas pessoas, que desmaiaram, para longe do tumulto...
 

Aos poucos tudo se acalmou por uns 10 minutos aproximadamente, até que recomeçaram as bombas,  dessa vez fora do metro...

E mais pessoas desceram passando mal...

Em resumo foi isso, Ribas..."

É...

Pois é...

O Ato (e o pós ato) foi assim... (pelo menos, até como o Marcos Jr. falou, "em resumo")

Em breve (sem data) subiremos a versão completa desta cobertura...

Vão aguardar?? Vão voltar pra ler??? Vão clicar abaixo no "Mais Informações" pra ver se a versão completa já foi publicada

SIM!!

EBA!!!

Até lá então e até mais!!!









Olha você aqui!!

Legal!!

Vambora pra...

Versão completa



Bom, quem chegou até aqui já deve ter lido a versão resumida, então, em tese, já sabe como foi o dia e, principalmente a noite...

Mas, quase que por um T.O.C, me sinto na obrigação de detalhar mais, todo ato, senão fica dando a impressão que o ato/dia foi SÓ o período da boçalidade promovida por parte da PM, o que, além de não ser verdade, também nos deixaria parecendo/cheirando/fedendo a uns certos veículos de comunicação tradicional que ou distorcem tudo, ou, simplesmente só dão valor ao que pinga sangue...
Obs: Aqui cabe uma pausa para registrar o nosso sentimento de "vergonha alheia" (quase nojo, na verdade) à colegas (ir)responsáveis por um certo telejornal que é transmitido por uma certa emissora, que, em sua cobertura do ato, ou melhor, praticamente só dos eventos na estação Faria Lima editou as suas imagens e mostrou para a população um filminho tosco onde invertem toda a linha de acontecimentos, dando a entender que "vândalos" estavam destruindo toda a estação quando a polícia salvadora foi chamada e teve que intervir... É pena que um(a) colega precise (ou sinta prazer em) ser tão medíocre (ainda mais quando outros colegas estão na rua, trabalhando debaixo de tiro, pedra e gás!!).
Introduzida a introdução...

Cabe dizer que desembarquei próximo ao Largo da Batata por volta das 17h11, para cobrir o...


Lá chegando, já ao descer do ônibus, sem grande dificuldade, me deparei com...


Até imaginei o pior, da imagem acima, mas respirei fundo e atravessei a Faria Lima, indo em direção à concentração...


Mal cheguei do outro lado, já trombei o Piauí...


Já me sentindo em casa, fui dar um geral no Largo...






Ouvi um pouco do aquecimento da fanfarra do Território Livre


Voltei a passear pelo Largo...




17h30 passada e ainda não tinha muita gente...


Mas já tinha bastante coisa pra ver...







Aí aproveitei a tranquilidade que ainda imperava e ouvi...
  • O Jornalista Carlos Eduardo Pestana Magalhães (Gato), ali representando a "Comissão De Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo" (que falou, de graça e sem combinado, coisas que valem a pena ouvir).

E...
  • O Sr. Walter, representando a Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo (que trouxe um discurso mais formal, mas também interessante)

Após digerir as declarações e filosofar a respeito, enquanto olhava o desenho abaixo...


Dei uma olhada mais geral e pude ver as duas cenas, interessantes, abaixo



Digerido, pensado, filosofado e observado, bora aliviar a mente com um pouco de música, afinal o dia ainda estava só começando...



Mais leve, graças à Fanfarra, fui passear (o Largo é grande...) e ver algumas outras faixas...




Nisso a Assembleia (para definição do Trajeto) começou a começar...




As pessoas foram de arrumando, se organizando, tomando seus postos...


Vale registrar muita gente já havia chegado... (lembram das imagens iniciais do Largo né??? Ok!!)




As propostas foram feitas...


E começaram as defesas (das 4 -eram 5, mas uma foi retirada- propostas)


O Jovem abaixo defendeu a proposta 1...


O de baixo defendeu a proposta 2...


Aí três (de grupos diferentes) defenderam a proposta 3...



Todos sempre muito observados e registrados pela grande mídia presente...


Aí veio a representante do MPL e defendeu a proposta do grupo (que era a quinta, mas com a retirada da quarta...)

Todos ouviram atentos...


E começou a votação...


Vencida a proposta 4 (que era originalmente a 5), foi iniciada a desarrumação desta fase e início da arrumação da próxima (a saída do Largo...)


Também "me desarrumei" e fui me posicionar para acompanhar a saída do ato.


 Pelo caminho fui vendo...

A moçada se arrumar




A PM se arrumar



O ato se arrumar...



A PM se rearrumar...

A mídia se arrumar...


O GAPP se arrumar...


Até que por volta das 19h01...

O Ato ameaçou começar a andar...


Mas ainda não haveria de ser naquele momento...

Nisso, registrei mais momentos...




Fiz uma tomada mais batuta da Igreja do Largo (que não sei o nome -ainda-)


Registrei o protesto da dupla...


E...

Agora sim...

Lá vem ele (ato)!!



Ato andando...

19h10 da noite...

Aperto o passo pela Av. Faria Lima, de modo a buscar um lugar legal pra fazer a tomada clássica da passagem completa do ato...

Pelo caminho vou vendo...






E o ato vem vindo atrás...



Pausa pra dizer que quero um colete desses (mas em branco)!!!!


O ato avançando...




Sendo observado (bem de perto, mas bem de perto mesmo...Tava bem baixo) pelo ar...


Aí achei um lugar pra filmar a passagem...


E comecei a filmar a "passagem completa do ato" (por voltas das 19h30)


Passado o ato, veio a faixa final com a companhia já tradicional de alguns ciclistas...


Feita a tomada, lá fui eu buscar a frente do ato (que já estava saindo da Faria Lima e virando na Eusébio Matoso - Continuação da Rebouças -e vice versa)



Já na Eusébio...

Acabei divagando/filosofando um pouco com a imagem (forte e bastante simbólica) abaixo...



Tive lembranças chatas com a pichação...


Pensei em ir dar uma volta no Shopping Eldorado ...


Mas rapidamente uma surpresa MUITO BACANA me fez voltar pro ato...





Tudo (muito) lindo, tudo (muito) maravilhoso mas haviam "lendas urbanas informando" que lá na saída pra Marginal, a tropa de choque e a tropa do braço aguardavam para evitar o acesso...

Então resolvi deixar o momento lúdico na memória e ir verificar essa ""informação""



Quando estou quase chegando no acesso à Marginal acabo vendo (em uma esquina) uma pessoa que remete minha memória aos momentos desnecessários ocorridos no 1º grande Ato de 2015...

Passado este momento, avanço mais um pouco e vejo que as tropas realmente estão posicionadas no acesso, mas, este, está liberado... UFA!!


Aí vejo uma passarela e resolvo subir pra ter uma boa visão da chegada/passagem do ato...




Ato chegou, passou, ganhou a Marginal e lá fui eu atrás...

Conforme avançava, buscando o início do ato e aproveitando a calmaria para desestressar das informações (ainda bem) não confirmadas, fui registrando imagens e momentos mais leves...





Por falar em momento leves, este foi exagerado mas, melhor isso do que a opção que seria uma pedra lançada e o caos armado...


Até pq um possível CAOS honraria este nome...


Mas no fim, tudo correu bem, a paz se manteve e convites me foram feitos para relaxar...




Até por estar sozinho, não os aceitei e resolvi colocar o trabalho na frente do prazer hehehe

Por falar em solidão e em trabalho...

Começaram a aparecer "grupos de manifestantes" bem esquisitos neste momento do ato


Junto com outros grupos, já mais conhecidos, também se fazendo notar...



O Stress voltou (como vocês devem ter visto lá na versão resumida), quando chegamos na estação Pinheiros...




Mas, fora pelo que eu passei (hoje não era meu dia -muito embora eu tenha sido poupado, pelos céus, da pior parte do dia-) o ato passou tranquilo deixando stress pra trás...

Chegamos na esquina com a...


Mas não entramos...


Aí caminhamos mais...




Até sair da "Marginalzinha" e entrar ná...


Onde, enquanto eu registrava a região...


A PM guardava a porta da Regional de Pinheiros


Mas deixava desguarnecido um "paiol"


Nessas horas eu penso na minha segurança e fico tentando entender a cabeça de quem manda os policiais ficarem aqui e não ali, protegerem isto e não aquilo...

Como podem ver, essa caçamba/paiol estava bem próxima da Regional...


Mas, novamente o "ato ignorou" e continuou caminhando


Até virar na Vupabussu...


Onde íamos tranquilos...


Até o acontecimento do Troll (já visto na versão resumida -lá em cima- que não vale repetir...) que não trouxe nenhum prejuízo ao ato, alias, até serviu pros manifestantes desopilarem um pouco hehehe
OBS: Aqui vale reforçar que os policiais (da Região) agiram muito bem, após acionados (por mim, assumo) e acabaram com o show do troll.
Desopilação feita (conforme ia passando pelo troll) o ato seguiu até alcançar a novamente a Faria Lima...


Eu, que já estava na frente, resolvi registrar a passagem completa do ato, novamente...

E, como não sou de ferro (e o cheiro estava bom hehehe), vendo que faltava pouco até o Largo, onde tudo levava a crer que o ato seria concluído em paz e alegria, parei pra comer um pastel...




Já alimentadinho hehehe

Fui, pela Faria Lima, atrás do ato...

Sempre registrando coisas que (eu acho) batutas...



Como eu queria um adesivo com um "não", no momento abaixo hehehe


Após a caminhada

Cheguei no Largo, em tempo para o jogral final...


E para as alegres comemorações


De alma lavada (afinal, muito embora eu lá não esteja como manifestante, acabo torcendo pela moçada e me emociono quando tudo acaba bem...) me despedi de quem encontrei fiz a última imagem do dia (21h58)...


E segui pro ponto de ônibus... Onde após esperar muito, descobri que o "meu" não passaria lá, aí peguei uma carona (com um ônibus dirigido pelo motorista que havia dado a informação acima) até o ponto onde ele passava e vim embora...

Obs: Acho que vale colocar/fechar com uma versão P&B da minha última imagem, só pra lembrar de como a segunda versão do MEU final de dia, estava escrita pra ser trágica... Ainda bem que tem gente que gosta de mim, me guarda e me protege...
Digo isto pq eu realmente não estava tendo os melhores momentos neste ato (como vocês viram na versão resumida), ainda pra fechar, esperei muito no ponto e na porta da Estação Faria Lima, até ter a informação de que o meu ônibus, ali, não passava... Além disso, o motorista, que deu a informação, relutou em me dar carona até o ponto certo...
Pois bem, com o que eu tinha demorado esperando e com a possibilidade da carona negada, com certeza eu teria sido tragado pelo furacão que, qdo entrei na "carona" já devia estar estourando (furacão estoura???) andares abaixo de mim...


É... Pois é...

Até a próxima!!












Share on Google Plus

About Videoteca do Olhar Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário