[MATÉRIA] O Squat "Ouvidor 63" se faz presente, renovado e bem mais artístico...

 Texto e Imagens: Ribas Machado

Olá!!

Como eu disse no post sobre a Cobertura da Aula Pública do MPL:

"Já no caminho pro bar (sim, durante a cobertura encontrei/fui encontrado por uma amiga e decidimos ir tomar um suco após a aula -mau sabíamos o que ainda ia acontecer e vcs saberão qdo eu subir o próximo post... MISTÉRIO!!!! hehehehe)"

e

"do bar até as respectivas estações (eu ônibus, ela metro), fomos sugados por um portal espaço/temporal que... CONTO NO PRÓXIMO POST!!"

Pois bem, como este é o "próximo post", está mais do que na hora de acabar com o mistério...

E, para tanto, começo dizendo que após o bar, os sucos de manga e o papo batuta, dada a hora, revolvemos fechar os trabalhos e ir tomar nossas conduções... Saímos do bar e começamos a andar em direção ao terminal Bandeira/Anhangabaú de onde eu pegaria um ônibus e ela (minha amiga) o metro...

No caminho, por culpa do destino (pois eu sempre me perco -e gosto disso, quando ocorre- no Centro de SP), caímos na rua do Ouvidor...

Uma vez lá, comentei com ela que o Squatter/Ocupação a que eu havia me referido num post de dias atrás, era naquela rua e que aquela rua era caminho pra estação...

Sem pensar muito, lá entramos e comecei a explicar alguns pontos do texto anterior, mostrei as imagens que inspiraram as fotos e estava mostrando e conversando sobre a fachada (ainda explicando algumas situações que expus no texto citado acima), quando surgiu uma cabeça em uma das janelas e falou algo (que não lembro agora) me cumprimentando em seguida... Estranhei, olhei pra pessoa, assustei (pois não sabia que ela -pessoa- TB estava por lá), falamos algo rápido e ele disse que ia descer...

Desceu e...




Ficamos conversando sobre os acontecimentos de 2013/2014(quando nos conhecemos), saudosismo pra cá, boas (e más) lembranças pra lá, fomos interrompidos por três jovens (uma guria e dois rapazes) que estavam passando (depois soube que tb estavam vindo lá da aula pública), nos viram na porta e, principalmente, viram a porta aberta, pararam dizendo algo a respeito de querer conhecer, perguntaram como poderiam conhecer a ocupação e tal e coisa (ou algo assim), conversamos (os 6) um pouco e meu amigo (chamarei de "J") se ofereceu pra levar o trio pra um passeio pelo prédio...

Como minha amiga só conhecia o prédio pela matéria aqui do blog (sim, ela é uma das 7 ou 9 que passam por aqui de vez em quando heheheh) e eu estava curtindo o papo com o J (não nos víamos tem um tempo), subimos junto... O que foi muito bacana!!

Foi muito bacana pq diferentemente do dia 1º, ontem, alguns moradores (antes ausentes) já tinham voltado pro prédio e, com isso, além de revisitar (evidentemente com novo enfoque, até pq era um novo dia...) momentos já vividos, rever algumas pessoas (como o bibliotecário, o síndico e o sub síndico heeh) e seres vivos (sim a gatinha guardiã estava, novamente, lá no pé da primeira escada e, sim, segundo minha amiga -veterinária- é uma gata!!), acabei conhecendo outras pessoas novas e entrando em espaços e acomodações antes trancadas... 

Dentre as novas experiências, passamos pela sala de convivência, dessa vez eu entrei pra conhecer e descobri que estava pra começar uma aula de Capoeira ministrada por um capoeirista Chileno... Parei, pensei, quase fiquei pra assistir, mas o trio e minha amiga estavam ansiosos por conhecer o restante da ocupação...

Chegamos no andar do teatro e conhecemos o quarto/studio/camarim dos que moram no andar do "teatro" (sim, lá existia um espaço além de todo aquele espaço que antes eu fotografara) e evidentemente, conheci/conhecemos, os que lá habitam, um deles muito boa gente que ficou nos contando os planos futuros e as experiências passadas enquanto mostrava o recinto...









Após uns bons minutos lá no setor teatral, continuamos a subir e conhecer outros locais (que antes eu havia encontrado vazios e trancados), fomos conhecendo as acomodações/quartos/moradias/espaços, conhecendo as pessoas, trocando ideias, parando mais aqui ou ali e nessas entradas e saídas, reparei no...


Não tinha visto isto antes...

Continuamos e... Lembram do trecho "A mulher, vendo que não, recomeçou a assobiar (ela adorava assobiar, impressionante) então lá no 2º terraço (acho que era 7º ou 8º andar) apareceram umAS jovens... Falei com elas (acho que elas não me ouviram, pois eu não ouvi a resposta delas hehehehe) gesticulei, elas responderam, aí agradeci (não sei se elas entenderam -acho que sim, pois entraram de novo...-)"?? 

Pois é, conheci uma das gurias da sacada (muito boa gente) e descobri que ela tinha me ouvido, sim, mas havia se confundido quanto a pessoa que eu procurava... Alias, conheci... Ela, o companheiro dela, o cachorro dela e o andar dela heheheh

De lá, nós 6 e ela fomos até a biblioteca e, lá, mais uma boa parada com bom papo...

Após os papos, continuamos subindo e então o "J" foi ver se no andar dos músicos, tinha alguém...

Bateu na porta, a porta abriu, conversou e voltou dizendo que podíamos entrar, entramos, cada um observou o espaço do seu jeito...


Prestei atenção nas regras do andar...



Como nos outros espaços/quartos/andares/acomodações/portas que se abriram, foi iniciado um diálogo entre os de dentro (um grupo latino, de países diferentes e que não se conheciam nem tocavam juntos antes do Squatter) e nós 5 (as vezes 6 quando "J" entrava na conversa), até que surge o primeiro instrumento (um instrumentos de cordas pequeno, latino), surge outro, mais outro (violão, flauta transversal, trompete, chocalho), a guria que estava deitada sossegada, só observando, quieta, senta e já arruma o diafragma hehehe e, então, eles fazem uma primeira música...

Fiquei assustadoramente maravilhado, mas não podia começar a gravar assim do nada afinal estava na "casa deles", eles eram maioria e o andar era alto hehehehe

Esperei acabar e pedi se podia gravar uma música, eles deixaram...

Aí surgiu mais gente e mais instrumento!!!

Nós 6 ("J" inclusive) vimos que iria começar um show, nos acomodamos e aproveitamos...

Abaixo trago duas músicas pra vcs terem um gostinho e levarem o susto que, acho, nós todos levamos ao encontrar tanta qualidade, alegria, técnica e disposição em um grupo que teve sua "casa" "invadida" por desconhecidos, a noite e, ao contrário do que ocorreria, em casas normais, em situações semelhantes, nos recebeu tão bem e de forma tão feliz...

Espero que gostem, como eu gostei MUITO!!!



Após o show fomos até o 13º andar onde os 4 (eu e o "J" já conhecíamos) puderam conhecer a vista, o síndico e o sub síndico (heheheh), por lá ficamos mais um tempinho conversando entre nós, até que um chato (eu) deu a ideia de descer e deixar o povo lá em paz, os demais toparam a ideia, começamos a descer, descemos, nos despedimos do guia/amigo "J" e cada um foi pra onde tinha que ir...


Talvez eu nunca mais veja o trio (dois rapazes e a guria), talvez eles nunca passem por aqui (no blog), talvez eles nem existam hauhauhaa, mas fica o meu agradecimento por terem passado lá, exatamente naquela hora, pois, talvez (e muito provavelmente) sem isso, não teria sido como foi e eu não teria visto o show que vi...

Não lembro do nome de vcs, mas VLW moçada, OBRIGADO!!

VLW pela companhia tb "J" e "minha amiga veterinária" !!

Até a próxima!! (onde?? Não sei...)

Share on Google Plus

About Videoteca do Olhar Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário