[RELATO] MARCHA PELA ÁGUA EM SÃO PAULO! (MTST & Periferia Ativa)

Texto e Imagens: Ribas Machado


Hoje, mais cedo, escrevemos o seguinte chamado/lembrete, na FANPAGE:

"Já já, se a chuva deixar, São Paulo terá o evento abaixo... Como está repleto de políticos confirmados e como exala um odor metálico de chapa branca, ainda não sabemos se alguma equipe irá se deslocar para cobrir, mas... Iremos monitorar (mesmo que de longe) vai que estamos errados não é mesmo...?"

O evento a que nos referíamos era o:


E, sim, sabemos que chamar algo de "chapa branca" significa dizer que este algo é ligado ao Governo (e tal alusão se dá pq no passado as placas/chapas dos carros oficiais eram brancas -diferenciando-os daqueles que usavam as amarelas, vermelhas, pretas, azuis...-), sabemos também que o MTST e o Coletivo Periferia Ativa não são ligados formalmente ao Governo, sabemos outras coisas também (somos sabidos né??) mas, quando escrevemos o texto acima, nosso incômodo residia no fato de ser, ou melhor, se mostrar um ato de um grupo/time/torcida uniformizada, fechada, organizada, amarradinha e específica, o que, o passado, já nos mostrou que costumam serem atos bem chatinhos, ensaiadinhos e com manifestantes desanimados, forçados, emburrados esperando o lanche no final...

Somando isto à chuva, ao dilúvio que caiu ontem (e podia se repetir hoje), o desânimo/medo não ajudou à tomada de uma posição/pauta muito antecipada...

Mas... O tempo foi chegando, os compromissos foram sendo cumpridos um a um, e lá fui eu, torcendo para estar errado...

E...

Estava!!! 

QUE BOM!!!

Até pq, podemos falar (e falaremos na versão final/completa) muita coisa a respeito deste evento, mas dizer que ele não foi um sucesso, dizer que os (MILHARES de) manifestantes estavam lá forçados, perdidos, esperando o lanchinho, isso NÃO DÁ!!

Alias, por falar em desânimo...


Pois é...

Também não podemos falar que era um evento de um grupo específico e fechado...

Pois no meio do mar de gente (que saiu do Batata e chegou até a porta do Palácio)


Podíamos ver várias bandeiras/estandartes/faixas, de vários coletivos...




Alias, várias individualidades também podiam ser localizadas, nos surpreendendo, conforme andávamos no meio do povo...

Enfim, foi uma experiência muito interessante, que será melhor narrada/comentada/analisada na versão completa...

Agora, fiquem com a "análise final" do principal coordenador do evento, dada com exclusividade para nós do M.L.I...


Nesta versão introdutória, paramos por aqui mas, abaixo, vocês podem clicar em "Mais Informações" e seguir para a versão final/completa desta cobertura que está com muitos vídeos, imagens e exclusivas bem batutas dadas durante a...


Vem conosco?

Legal!!

Então borandar!!







Olha vocês aqui!!

Vieram mesmo né?

Que batuta!!

Bom... Vamos manter nosso formato de jornalismo literário (e libertário) e começar esta versão completa/final, justamente, pelo final...


Fazemos isto justamente para comprovar que foi um sucesso o evento!!

Sim, é verdade que podemos achar pelas redes sociais, críticas (não desprovidas de razão -mesmo que baseada na visão de luta própria de quem as fez-) do tipo:
"Mais uma vez o povo tomou baile, passearam do Largo da Batata atééé o Palácio dos Bandeirantes e... e... e... nada! Uma comissão entrou e o povo ficou de fora."
Sim, é verdade que tínhamos uma enorme maioria de pessoas e coletivos, especificamente, anti PSDB o que, de certa forma, tira um pouco da beleza da manifestação popular, e acaba gerando laços de comparação (inversos é verdade) com os atos de Coletivos como o "Vem Pra Rua" ou "Revoltados Online" (em sua maioria, anti PT).

Sim, é verdade que foi um ato do tipo "siga o líder", obedeça e bata palma no final (como também ocorre nos coletivos citados acima, ocorre em atos de partidos tradicionais, sindicatos e todos os atos movidos por grupos que ainda seguem formatos tradicionais/antigos/mofados, que ainda lutam no formato esquerda/direita, no formato meu partido é mais batuta que o seu e quando tomar o PUDER vai....)

Sim, é verdade que boa parte das pessoas e coletivos presentes, não estavam no "caldeirão do MASP" dias atrás, não se misturam com grupos onde poderão ser apagados individualmente (e, temos que dizer, não se misturam com eventos onde algum moleque ou moleca pode fazer uma molecagem que fará sobrar borracha bala e bomba pra todo mundo) e, por outro lado, estavam na expulsão de anarquistas, e outros "istas" mais libertários, de um outro ato, meses atrás.

Sim, é verdade, um monte de coisa/crítica do tipo e outras tantas, de outros tipos...

Sim, sabemos também que pra tudo acima deve ter alguma resposta, mas...

Vamos focar no ato em si...

Qual era o objetivo??
  • Trazer muita gente (check);
  • Marchar até o Palácio do Governo (check);
  • Pelo caminho dar a palavra a coirmãos para que estes também pudessem expressar suas indignações (check);
  • Chegar no Palácio (check);
  • Entrar no Palácio e levar as reivindicações (check).
  • Dispersar e postar o resultado na mídia e nas redes sociais (check).
Objetivo alcançado?? (check, check, check!!!!)

Então foi um sucesso!!! FIM!!

Ah! mas poderia ter... CHEGA!!

Quer fazer algo "melhor" FAÇA ué... Não gostou de como eles fizeram, não vá no próximo...

Este ato, tinha um objetivo, cumpriu o objetivo... (Ponto!)

E por falar no ato... (Parágrafo)

Consegui alcançá-lo por volta das 18h40, quando ele já dominava uma mão da Faria Lima (e, diga-se, tinha potencial, organização e material humano para tomar com tranquilidade as duas faixas se quisesse)


Parei com coleguinhas e fiquei esperando o ato vir...

E ele veio...


Com a massa, o caminhão pipa (sim, tinha um) e o carro de som, onde as pessoas e coletivos iam dando o seu recado, como foi o caso do Coletivo Juntos...


Enquanto no carro de som, podíamos "ouvir o evento", no chão podíamos vê-lo (evento) e, devo dizer, tinham momentos bem lúdicos...



E assim ia indo, enquanto eu me ambientava e tomava pé da situação geral...


O ato ia se movendo e passando por locais conhecidos da região (como o Shopping Iguatemi -ainda com as portas abertas-)



Luciana Genro (sim, ela estava lá) caminhando normalmente (e sem nenhum elitismo) com os manifestantes, após dar seu recado (que perdemos) no caminhão.


Até receber uma possível mensagem


E ir saindo do ato... (por volta das 19h10)


Enquanto o ato continuava...


 



 Alimentado por palavras de ordem, músicas...


E muitos recados/discursos...


Tudo devidamente controlado (por um punhado de PMs e CETs) e...


Avisado, registrado das formas mais modernas (como a feita pelo coletivo contadagua.org e o seu Drone).


Alias...

Registrado, avisado, controlado, monitorado (se quiser voar!) o ato foi se mexendo e vencendo marcas, sem saber até onde e quando poderia seguir (pois a PM e suas tropas estavam estranhamente ausentes...)



Mas, até por não saber, ia seguindo...

Sempre alimentado por recados e palavras de representantes de coletivos e grupos...

Como...
  • A representante da UPES (Angela)


  • O Representante da UEE (Henrique)


  • A representante do Levante Popular da Juventude (Lira)

Recados, estes, intercalados por palavras de ordem



E músicas...


Mas as falas/recados sempre voltavam...

(Nathalia do MTST)

E o organizador/articulador (Guilherme Boulos) resolveu falar também...



Então, o gradil do Palácio já começa a poder ser visto e, com ele, a primeira portaria "é vencida"...


E enquanto somos observados pelo céu...


Na terra colhemos impressões e alegrias de alguns personagens que estiveram por perto durante o caminho... (Henrique UEE, Angela UPES e Guilherme Boulos MTST)




Eles vão falando, o ato vai andando e, enfim, chegamos na portaria/portão principal...


Com o ato parado, aproveito pra fazer alguns registros



 


Guilherme Boulos vai até o portão (sim a imagem está ruim, mas fica o registro)


Volta pro carro de som...


 Passa as últimas informações, organiza a comissão que iria entrar no Palácio...


Enquanto eu faço uns últimos registros de cima...

 
 



E vou novamente pra baixo...

Onde encontro conhecidos e conhecidas (alguns inclusive que foram embora comigo) troco ideias, informações...

 
Registro mais umas últimas cenas...


E, com a Comissão já dentro do Palácio, os manifestantes já "diminuindo" e o carro de som já se movendo rumo ao Estádio do Morumbi, onde ocorreria a dispersão final)



Segui o rumo da roça, deixando o Palácio e todo o ocorrido pra trás, na memoria...


Resumidamente, este foi o evento e esta é foi a nossa cobertura...

Antes da despedida, algumas questões/pensamentos (pra/de ninguém em especial)
  • Pq tão pouco policiamento?? (eu achei ótimo, mas...)
  • Pq um acesso tão tranquilo do Largo da Batata até a porta do Palácio do Governo (também adorei, não estou reclamando não), se no ato do Coletivo Lute pela Água, os manifestantes, imprensa e populares quase não conseguiram sair de dentro do MASP??
  • Pq tanta desunião entre coletivos e pessoas com problemas e questões tão semelhantes??
  • Pq estou perguntando tanto se já tenho respostas na minha cabeça?? hehehe
É...

Pois é...

Agora já posso me despedir... (prometendo voltar assim que tiver um PQ...)

E, já que posso me despedir...

Até breve!!

Tchau!



Share on Google Plus

About Videoteca do Olhar Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário