[RELATO] Ato contra a Dilma, a Corrupção, o Petrolão, o PT e sei lá mais contra o que/quem...

Texto e Imagens: Ribas Machado
(Agradecimentos ao O.L. Manoel Chaves Braga e
ao Mídia Ativista Douglas Berteloni)


Vocês sabem que agora é só uma introdução não é?

Vocês sabem que terei que acordar já já, quando der 7h00 não é?

Somando as duas informações/questões de cima, acho que vocês conseguem imaginar que será uma introdução bem introdutória, não é?

Ótimo!! Não é??
Então... Não é??? (chega!!!!)

Bom...

Já começo dizendo que mal cheguei na Paulista e olhei no relógio, pude perceber que seria um dia esquisito...


Parecia uma pegadinha daquele sujeito que faz glu glu...

Relógio fanfarrão, rua vazia, sem carros, enfim...

Fui andando na contra mão da Paulista, no meio da rua, me sentindo o grande contraventor e, por volta das 13h31, após passar por (um carro de som de) um grupo/coletivo (que não mencionarei agora, deixarei para falar dos mocinhos só durante a versão oficial, pois tal menção virá com alguns comentários e críticas fofas) e por muitas pessoas já presentes na Paulista...

Obs: PM falou em UM MILHÃO de pessoas, Datafolha falou de um número em torno de 200 mil, pois bem, nem tanto ao mar, nem tanto à terra! Segundo a PM ela chegou neste número considerando 5 pessoas por m², ok, tá bom, realmente tinha local da Paulista com até mais de 5 pessoas por m², mas também tinha local com 1 ou 2, e alguns buracos com nenhuma, então, número (seguindo a formula da PM com seus 200 mil m² e seguindo o que vimos e sentimos ao tentar andar em alguns trechos) nossa estimativa é de por volta de 600 mil pessoas

Após ter certeza que estava no lugar certo...

Ocorreu de outro carro de Som, de outro grupo (de vários presentes), aparecer no meu caminho, subi nele e aí pude, realmente, ver parte do tamanho do que seria este dia... 


Em tese, dava a impressão que seria um dia, do dia mais feliz da vida daqueles que não viram à esquerda, pois sempre obedecem todas as regras a eles impostas...


Por falar em regras e imposição, a PM estava a postos, em todos os lugares e andares...


Observando tudo, direitinho...


E por falar na PM, o Batalhão de Choque também estava presente...

Mas quase não os reconheci... (14h10)


Alias, tinha muita gente passando quase desapercebido, uns pelos outros...


Obs: Duas horas e vinte minutos após estas fotos (em especial a imediatamente de cima), 16h30, algumas pessoas iriam se reencontrar em um dos episódios mais esquisitos deste dia confuso... (Já aviso que na versão final/completa, vocês terão um vídeo do momento da detenção)

Alias, estava complicado reconhecer/entender qualquer coisa...

As escolhas de visual, dos manifestantes, não ajudavam muito...


A bandeira era levada pra lá e pra cá...


Bruxos davam seu recado... (Peraí!! Bruxos!!!???)


Foi tudo bem complicado...

Interessante e curioso até, mas complicado...

Confesso que até me senti bem vindo em muitos momentos (mas sentia que algo não estava muito bem encaixado no lugar certo...)


Seja como for, até pra tentar me localizar e colocar a cabeça no lugar, fui dar uma olhada no "quadro de avisos"




Decidi que dia 20 voltarei pra Paulista...


E, então, até pra deixá-los na confusão também, resolvi (agora) seguir a placa CUSTOMIZADA (valeu, pela lembrança da palavra Lira Alli!!! hehehe) dos hermanos...


E parar por aqui...

Achando que este "Fora Dilma!" precisa de manutenção... (explicaremos na versão completa)


E prometendo que, realmente, voltaremos já já, mas, aí, com muito texto, muitos vídeos, muitas fotos, muita informação e, lógico, com a análise das profecias DESTE ato...

Voltarão, clicarão no link abaixo???

Legal!!!

zzZzzZZz

Foram na nossa FANPAGE (Que vocês podem curtir e colocar pra receber notificação viu?) e viram que a versão completa já estava no ar, aí vieram aqui morrendo de curiosidade para lê-la???

Então cliquem abaixo no "mais informações" e vambora saber o que mais temos a dizer...







Olha você aqui!!


E se está aqui é pq não se incomoda com o nosso estilo de jornalismo literário (e libertário), e quer ler mais a respeito de ontem...


Então, satisfaça seu desejo, descendo a tela e descobrindo que...


Antes de (re)começar, tal como fizemos no "ato co irmão" da sexta feira 13 (a segunda, seguida, no ano), temos algumas observações a fazer, são elas:

1- Não apoiamos (mas NORMALMENTE entendemos) a violência contra a Imprensa (que, sim, ocorreu algumas vezes nos atos ontem), alias, não apoiamos a violência em nenhuma hipótese (quem me viu, quem me vê heheh) mas, principalmente, quando ela se dá de forma desigual, aí não tem como apoiar mesmo (viu PM??). Seja como for, nas duas situações que vimos coleguinhas serem convidados a se retirar de um caminhão de som, temos que admitir que ambos buscaram, pois foram escolher de subir justamente em um caminhão de um grupo normalmente criticado por eles e (ou) por seus veículos...
2- Vocês leram que não apoiamos violência e bla bla bla não é? Perfeito, mas cabe aqui dizer também  que não damos muita bola (embora também não venhamos a sentir nenhum prazer doentio) quando pessoas consciente e literalmente buscam (e acham razões pra) sofrer violências pois, nestes casos, entendemos que as pessoas que buscaram e acharam, conseguiram o que queriam e, portanto, estão felizes/alegres/realizadas... E quem sou eu pra julgar as formas alheias de obter felicidade não é mesmo???
3- Imprensa, pessoas, violência... Ah sim!! Vale registrar que estamos com "vergonha alheia" e até um certo "nojinho intelectual" de pessoas que, no pré/pós ato, buscaram, de graça (pois teve gente que profissionalmente teve que agir desta mesma forma -aí até dá pra entender, embora o respeito fique fragilizado-), por mimo, ranço, inveja, soberba burra até, desconstruir, deslegitimar, diminuir, generalizar as pessoas que saíram pra rua, o ato e a própria "rua". Este sentimento ruim aumenta quando as ações citadas acima partem de pessoas que regularmente sofrem esta mesma política por parte do Estado e da mídia (tradicional), pois, estes/estas, melhor que ninguém deveriam saber o quanto isto é prejudicial em todos os sentidos... Tinha muita gente perdida? sim... Era a maioria? sim... Mas, foi como uma menininha menor de idade resumiu (ao ser INTERROGADA numa longa tentativa chata de fazê-la cair em contradição e falar besteira pra ficar bem no "facibuque") em um vídeo desconstrutivo que rolou pela net: "Eu nunca votei, não sei como funciona esses negócios de Presidência, não sei quem vai assumir depois dela, mas com Ela tá ruim, então Ela tem que sair".
4-  Já vi, nestas décadas de vida, muita gente boa "da rua" ter foto antiga, no face ou no orkut, com bandeira do Brasil e verde amarelo na cara, já soube e presenciei muitas "atuações super coxinhas" vindas de "super manifestantes de hoje em dia", já vi muita gente aprender com os erros e com a estrada, mas nunca vi nada de bom vir da desconstrução, deslegitimação, diminuição, generalização de quem buscou se manifestar, mesmo que da forma mais atabalhoada possível...
5- Não teremos  "entrevistas/exclusivas" nesta cobertura, muito embora as tenhamos feito, pois, da mesma forma que ocorreu no ato co irmão do dia 13, publicá-las (as que ficaram boas, pois era difícil ouvir alguma coisa na Paulista ontem) não serviria para nada de construtivo e, como não estávamos na rua, ontem, para FAZER uma matéria específica, ou pra achar erros que pudessem nos "deixar bonitos nos comentários nas redes sociais", optamos por tal decisão editorial de não expor pessoas, até pq, qualquer um sabe o que foi dito por praticamente qualquer um que quisesse falar ontem e permitisse a veiculação (pois, até tivemos um papo bem bacana com um coleguinha da Globo, mas, justo este, teve que ficar em off, à pedidos)...
 6- Não fizemos a clássica "tomada da passagem completa", seja pq ele não passou/andou, seja pq estava muito cheio e, portanto, ficava difícil invertermos e andarmos nós... (Mas como vocês viram acima, estimamos o total de pessoas em aproximadamente 600 mil pessoas, com margem de erro de 40% pra baixo ou pra cima)
7- Não tinha farta distribuição de "abadás" (pena, pois tinham umas camisetas legais sendo COMERCIALIZADAS e, vocês que passam por aqui sabem que gostamos de camisetas batutas hehe, não tinha "credenciamento de jornalistas" alias nem água foi distribuída nos caminhões, por outro lado, na maioria dos (contamos por volta de) 10 caminhões, de parte, dos MUITOS grupos presentes, o trabalho livre da imprensa não era dos mais facilitados, ao contrário... Alias, alguns nem pareciam caminhões de manifestação, estavam mais pra camarotes VIPs de algum show internacional, com "artistas" que só falavam com quem passasse antes por seus assessores de imprensa, cercadinhos com camisetas especiais e pessoas fofinhas confraternizando, protegidas por  seguranças e, até, com "coleguinhas" escolhidos (ou contratados) pra fazer selfies profissionais e escrever/falar o que interessava, aos promoters, ouvir... (PENA!!)
8- Independentemente da observação anterior, quero fazer uma menção honrosa ao povo, e ao Presidente Ricardo Salles, do Movimento Endireita Brasil e a BOA PARTE da moçada (presente ontem) do Movimento Brasil Livre, não por questões ideológicas (não entraremos neste campo pois não somos detentores da verdade universal e, portanto, aqui só analisamos as pessoas e suas atitudes, não os pqs ou seus currículos) mas, sim, pela atitude deles para conosco, não colocando empecilhos ao nosso trabalho e, até, de certa forma, permitindo e facilitando o mesmo... Deram entrevista com facilidade, permitiram o acesso aos caminhões de som (sem grandes frescuras ou atitudes soberbas) e levaram algum diferencial pro ato de ontem...
9- Embora tenha tido um evento que se destacou no facebook por ter tido mais adesão que os demais, não iremos colocar o clássico print, aqui, pois imaginávamos e pudemos constatar que a multidão estava lá, e assim o fez pq os amigos/parentes também quiseram ir e, não, por uma ou outra convocação específica...
10- Tinham muitas camisetas batutas mas, por causa da multidão, e pela opção de cobrir de cima dos carros de som, não conseguimos nenhuma foto legal.
11- Pra compensar a falha acima, segue um manifestaCÃO que, até pela temática e pelo fetiche militar/policial de alguns dos presentes, não poderia ser de raça diferente...
12- Tudo acabou por volta das 19h00, quando o último carro de som, do Movimento Brasil Livre (que ficou o tempo todo estacionado na frente do MASP), encerrou os trabalhos (a pedido da PM), deixando uma chamada para nova edição deste(a) "não sei o que chamar" para 12 de abril de 2015.
13- Até por respeito ao povo de ontem, não tem observação 13, passemos agora pra análise das previsões anteriormente feitas para este ato...



Evento do dia 15 (se não chover, tal evento...)

Até choveu durante (e quase ninguém arredou o pé), mas de manhã e no início da tarde (início da concentração portanto) estava um dia bonito de sol, o que dificulta a análise real para saber quantos destas centenas de milhares de pessoas, teriam saído de suas casas pra fazer footing na Paulista debaixo de um temporal ou mesmo de meras nuvens negras no céu... (Talvez dia 12 de abril, possamos ter esta resposta).
  • Deverá ser cheio, mas será muito mais quantidade/modismo do que qualidade/resultado
Cheio é pouco, estava abarrotado mas, enquanto ato, foi um fracasso... (podemos até queimar a ling... Ops! Os dedos e ver, no futuro, que este ato foi um "bater de asas de uma borboleta atrapalhada" que acabou por gerar toda uma revolução, mas, até lá, mantemos nossa opinião) CALMA!!! Você pode e até deve estar pensando em várias coisas batutas que ocorreram, em qualidades, em gotas que serviram pra ajudar a, em um futuro, transbordar o copo e melhorar o País, ok ok!!! Mas, principalmente pela quantidade de pessoas que foram às ruas, à qualidade intelectual/acadêmica da maioria dessas pessoas e às lições que o passado, bem recente, já nos deu, (como por exemplo -pra citar só uma- o ocorrido na Praça Tahir - Cairo/Egito), mantenho o entendimento, mesmo tendo imaginado e debatido com todas as suas críticas à ele, no sentido de que o ATO EM SI foi uma fracasso pois na melhor das hipóteses, só gerou uma diversão de domingo, um local para desopilar junto com pessoas que pensavam mais ou menos igual e uma nova data pra 12 de abril...





Obs (de um seriado maníaco): Pena que a série Sons of Anarchy acabou, eu gostava...








  • Prevemos já de cara terá um problema de liderança, pois, no mínimo, teremos carroS de som do "Vem Pra Rua", do "Revoltados Online" e da patota que quer intervenção militar;
Este problema se fez realmente presente e tínhamos MUITOS carros de som de vários grupos distintos, alias, além dos carros tínhamos, no mínimo, 10x mais grupos distintos do que carros o que gerou uma enorme poluição visual e sonora, gerou uma tremenda bagunça de informações/pautas/ideais que, somada ao enorme número de presentes (que, em sua enorme maioria, nem se interessava pelo que estes grupos, com ou sem carros de som, queriam dizer), acabaram por destruir qualquer possibilidade REAL (imaginária era fácil achar -tava até engraçado, vários mocinhos e tiozinhos, do alto de seus carros, agradecendo a presença de todos e se colocando como o grande Messias que arrebanhou um milho bem grandão pra Paulista) de surgimento de uma liderança... Alguns grupos até tentaram colocar setas orientando a massa para os seus carros, mas isso só causou (pra mim) constrangimento pois, como disse, a multidão estava lá para ver os vários palcos (no melhor estilo Lollapalooza -que alias esta pra começar a edição 2015...) e, não, pra brincar de siga/ache o líder....
  
Obs: Por falar no Lollapalooza, eu falei nele, pq vi propagandas na Paulista, estrategicamente colocadas no ponto de ônibus em frente a Petrobras (o povo que cuida da divulgação é bom!!).
Mas voltemos ao ato e às imagens de comprovação/ilustração desta profecia...


Alguns também tinham balões (eu falo que 13 e 15, eram atos co irmãos...)

Outros tinham imaginação lúdica (bem mais batuta)
 E outros...

Outros ficaram andando de um lado pro outro até ir embora, quando tudo acabou, quando deu 19h00...

Mas era realmente, muita gente!! E muita informação!!















Tudo bem protegidinho...


E discreto...


Mas era tanta informação que até cansava...

  • Com relação ao público, será composto na sua maioria de individualidades e grupos de amigos com verde amarelo no rosto e roupas nos tons nacionais, que estarão super emocionados e achando que ninguém poderá ser mais  participativo e radical do que eles;
Outra profecia 100% realizada e comprovada na infinidade de selfies e groupies que você deve ter visto nas redes sociais, de ontem pra hoje e, que nós não iremos ilustrar com mais imagens (que fizemos sim) pra não denegrir a alegria alheia, afinal entendemos que vale mais, um "coxinha" "super criativo, participativo e radical" na rua (odiamos esses rótulos, mas usaremos pra vocês entenderem a ideia), do que "100 vândalos" em casa...


  • Terá moçada também, em sua maioria composta de jovens que tem receio (ou não tem permissão dos pais ou avós) de ir pra rua, em outras manifestações, mas as assistem na tv e na net (talvez até aqui) e morrem de vontade de "brincar disto", outra parte será composta de uma moçada (mais envelhecida) ligada às alas jovens de partidos de oposição à Dona Denta;
 Teve tudo isto e muito mais... Inclusive "novas lideranças jovens" de grupos (em tese, segundo alegações dos mesmos) independentes que falavam (independentemente da mensagem) até que tecnicamente bem...


  •  Terá mais gente PASSEANDO e carregando latas de cerveja do que na MARCHA do dia 13
 Profecia confirmada, seja pelo fato de que tinha muito mais gente do que no dia 13, seja também pq essa gente era uma gente que lá estava pq queria estar, não estava obedecendo ordem de ninguém, não tinha que se preocupar em perder o ônibus fretado de volta, podia voltar/sair quando quisesse e pra onde quisesse, gente que lá estava com seus amigos, sua turma do colégio, da faculdade, da rua, com parentes, amores, paqueras, enfim, uma gente sem vínculos/laços com o ato, com lideranças, com ideologias bem definidas, com nada além da sua vontade e, portanto, faziam o que tinham vontade, inclusive se sentir numa micareta, numa final de campeonato nacional, num show de rock internacional e, com isto, também beber uma ou outra cervejinha pra comemorar... (só não entendi direito o que...)


  • Terá mais gente atrás de paquera;
Tá, OK! O Povo da CUT também ama... A Moçada (que eu gosto) do LPJ ama muito hehehe, mas, hoje, muita gente deve estar com torcicolo, de tanto olhar pra trás e soltar cantadas de pedreiro, ontem... Os modelitos (de muitas e muitos) também ajudavam o flerte, alias aposto que muitas gente se arrumou meticulosamente e até passou no salão de beleza, pra poder ficar bem nos selfies e curtir o domingão... (Sem imagens aqui, pra não comprometer ninguém hehhe)
  • Não fará quebra da ordem e, caso apareça algum troll lhes incomodando, chamarão "o guarda" para cuidar daquele "bandido";
Bom, aqui acertamos 100% também, pois a multidão na sua enorme maioria, ficou bem comportadinha, inclusive foi facilmente controlada e policiada por pequenas linhas de tijolos amarelos (que não permitiam o avanço pra Consolação)

O que se assemelha muito (ou não) às linhas de contenção normalmente vistas em manifestações/atos com pautas e manifestantes mais sérias e engajados na melhora do País...(série de fotos abaixo)






E pela tropa de choque, que se fez presente sim, e abria passagem da sua forma característica, quando alguém que traz risco à segurança nacional (tipo um grupo de carecas do abc ou uma menina de costas com as mãos pra cima) está na sua frente...
 Quer dizer...
Seja como for, aqui vale citar uma margem de erro pequena, pois duas horas e vinte, depois das fotos acima, o grupo de carecas foi detido com rojões, soco inglês, tubos com gás de pimenta...

(Vídeo feito, e gentilmente cedido, pelo O.L. Manoel C.B.)

Outra situação que quebrou a ordem (mas fez a alegria dos defensores da moral e dos bons acostumados a só ver esta cena em revistas), foi uma mulher aparecer protestando descamisada... A PM foi logo acionada, cobriu a moça e a levou embora...



Tiveram também vários atos isolados de violência contra símbolos (o que não deixa de ser violência, mas normal em atos como este) ligados ao PT e à Dona DENTA, como exemplo citamos o registro abaixo, onde manifestantes rasgaram e tentaram (sem sucesso) queimar uma bandeira da Dilma...
Por fim, vale registrar mais uma situação de quebra da ordem (mas, curiosamente, aqui, a PM não levou ninguém detido...), esta bem séria... Me refiro a uma turba (do dicionário: Multidão desordenada, geralmente com a intenção de fazer justiça com as próprias mãos) de pessoas educadas e democráticas que, andando pela Consolação, passaram por uma ocupação (antiga e que sempre e tradicionalmente se posiciona da sua varanda) e se incomodaram por eles não pensarem igual...
(Foto feita por nós em 2014, em uma das marchas contra a Dilma ocorridas naquele ano)


(Foto feita pelo Observador Legal, Sr. Manoel Chaves Braga, no ato de 15 de março de 2015)
Alias, para quem achar que foi só uma ceninha boba convido a assistirem o vídeo feito pelo Mídia Ativista, Sr. Douglas Berteloni (clicando neste link aqui), talvez vocês mudem de ideia e vejam como o "efeito massa" dá coragem até para "manifestantes" pela moral e bons costumes, saírem do armário, e abaixarem a calça, sonhando com alguma interação com os "alienígenas"...

  • Trará a oportunidade de se ouvir individualidades que irão subir nos carros de som, incluindo aí personalidades como o menino do Jô e mais alguns do mesmo grau
 Talvez até o citado não tenha ido, mas daremos esta profecia como 100% correta, primeiro pq não conseguimos estar todo tempo em todo lugar e, segundo, pq toda hora em todo lugar tinha algum "famoso quem" falando coisas (raramente) inteligentes de algum carro de som ou megafone.
  • Deverá andar até a Sé, ou até a Roosevelt ou até o Ibirapuera, onde terão políticos profissionais, já bem mofados, falando palavras de ordem e chamando a massa pra fazer o que eles (políticos) sozinhos poderiam fazer no DF;
Eles não andaram, pelo menos não todos (os adeptos da intervenção militar, foram até o quartel do Ibirapuera), seja pela falta de união (alguns queriam ir até o Ibirapuera, outros, mais inteligentes, não gostaram muito da ideia pois lá do "deixa que eu empurro" a volta pra casa é mais dificultada, pela falta de Metrô), seja pela PM que não gostou muito da ideia daquela massa andando, rosnou e, evidentemente, foi ouvida, sob pena de proibir os seus policiais de aparecerem em selfies... (brincadeirinha... ou não...). Quanto a políticos, bom, estes apareceram sim e falaram sim, em vários caminhões...
  • Lembram do problema de liderança?? Pois é, quando a massa andar, os trajetos poderão se multiplicar causando a divisão da mesma, outra questão será a dos carroS de som, pois a administração da vaidade dos presentes se tornará um problema complicado de ser equacionado diante dos vários microfones funcionando ao mesmo tempo...
A Massa não andou (pelo menos não a maioria dela), porém daremos esta profecia como também realizada 100%, pois parte da razão da massa não ter andado e, com isso, ocorrer a divisão física da multidão, se deveu a divisão ideológica das "lideranças" que não se acertou e preferiu ficar cada um no seu cantinho, falando pra quem parava na frente dos seus carros, pra descansar um pouco do footing.
  • Terá o hino sendo tocado muitas vezes, aquela música chiclete "eu acredito" que demora a sair da cabeça será intercalada no fim do hino e de uma ou outra fala;
Não ouvi a "Eu acredito", mas, também, acabei ficando longe do carro de som dos "Revoltados Online" (que devem ter tocado algumas vezes esta música...). Quanto ao Hino Nacional, bom, aí eu ouvi várias vezes e também ouvi vários outros hinos (inclusive um que gosto muito, assumo, "Fibra de Herói") e, em um deles, não resisti ao clima de volta das forças armadas e, quando vi, me peguei sem querer/pensar cantarolando o mesmo, em sua versão anos 60, qual seja:
“Arroz, se come com feijão, 
Cachaça, se toma com limão, 
Porém, se a pátria amada, 
Precisar da macacada
Puta merda que cagada "
Alias, por falar em jingles, músicas e hinos, eu até gostei da criatividade, de algumas criações/versões (muito provavelmente feitas ao arrepio da Lei, mas...) como a de baixo... (que era tocada enquanto "manifestantes" faziam selfie com a faixa do caminhão e, o CQC Lucas Salles, dava um tempo nos Selfies e cismava de passar na minha frente, estragando minha tomada!!! -brincadeira, o rapaz é boa gente e quando se tocou, ficou se desculpando-)




  • Poderá ter (não estranharei) algumas orações sendo repetidas;
Esta profecia era fácil de se concretizar, ok!! Mas... Tínhamos que fazê-la e registrá-la... E, só pra dar um exemplo, fiquem com as fotos abaixo de quando um Padre subiu no caminhão do SOS Forças Armadas, pra falar...


  • Dependendo da proximidade de qual carro você estiver, talvez também ouça uma ou outra música de protesto comercial da década de 60;
Tirando a paródia que citamos profecias acima, não ouvimos tais músicas, mas eram muitos carros de som, incluindo os clássicos que tocam o mesmo repertório de sempre, então assumimos que tais músicas forma tocadas e, como a auditoria das profecias é feita por nós, daremos está como 100% realizada...

  • Terminará aos poucos, conforme a massa for cansando, ganhando bolha ou calo no pé e saindo/parando pelas esquinas, e (ou) conforme o contrato de utilização dos carros de som for vencendo...
Isto ocorreu mesmo e vale registrar que o fim oficial do ato ocorreu as 19h00, quando a PM pediu pro último carro de som parar e ir embora, pra tristeza dos meninos que naquele momento estavam animados e aquecidos, alias, um deles até chegou a dizer que aqueles momentos finais (de 30 minutos de revezamento da turminha ao microfone) teriam sido os mais emocionantes (para eles) de todo o ato...





  • Terá a presença da Marta Suplicy e do (não nos espantará se também aparecer o) Eduardo Suplicy
Se foram, não vimos... Não vamos considerar esta profecia como errada, mas também não podemos considerá-la como certa, então, no melhor estilo governista de ser, mudaremos a regra e anularemos esta profecia...

Com isto, chega ao fim nossa cobertura...

E nestes momentos finais vale registrar que:
- Houve um atendimento de emergência, ocorrido por volta das 18h00, quando uma moradora de rua passou mal perto da praça do ciclista e precisou ser socorrida (Até que rapidamente)...



- No fim, tudo foi limpo pelos caminhões e garis da Prefeitura, deixando a Avenida Paulista pronta pra segunda feira, como se nada, por lá lá tivesse ocorrido... O que em tese, não deixa de ser verdade (segundo entendimento já explicado lá em cima...)

Obs: Se há uma classe, além da dos Bombeiros (que deveria ser independente da PM), que nós respeitamos, é esta dos Garis, sempre nos lembramos de um episódio da série MONK, em que mostra eles (garis) entrando em greve, parando de recolher o lixo e deixando a cidade em um completo caos...

 Feitos os registros finais, nos despedimos de vocês e deixamos um até a próxima, seja na Paulista...



Ou em qualquer outro lugar, de Sampa, onde alguma manifestação acontecer...

Até breve!!!















Share on Google Plus

About Videoteca do Olhar Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário