[RELATO] "DESINTEGRAÇÃO" DE POSSE (do Parque Augusta)


Texto e Imagens: Ribas Machado



Estivemos na Reintegração/DESINTEGRAÇÃO de Posse do Parque Augusta, hoje de madrugada...

Alias, em tese, como saímos de casa as 02h30 (do dia 03, sem ter dormido no dia 03, frise-se) e ainda não dormimos, ACHO QUE AINDA ESTAMOS LÁ!!  

Olá Gnomo!! Tudo bem, você vem sempre aqui?? Que batuta!!! E este pote de ouro aí??

FOCO RIBAS!!!  Tá bom...

Já disse que estivemos na Reintegração/DESINTEGRAÇÃO de Posse do Parque Augusta, hoje de madrugada, né? Pois bem, muita coisa aconteceu e muitos comentários/análises serão feitas, isto sem contar as dezenas de fotos e vídeos (com algumas exclusivas bem interessantes -eu achei, pelo menos-)...

Mas nada disso será publicado agora (pois ainda não acabamos de preparar todo o material, os gnomos e as salamandras estão meio atrapalhados lá na ilha de edição...)!

Seja como for, por respeito à curiosidade de vocês e por ainda estarmos emocionados com algumas coisas/situações, até como uma introdução/aperitivo, seguem, abaixo, três imagens com muito simbolismo...

Duas, tive a sorte de fazer e, uma, por escolher não sair do "caldeirão"/cerco (explicarei na versão final) e por não conhecer ninguém que morasse por ali, peguei da própria página do evento (gostaria de saber o autor-a- até para poder dar os merecidos créditos!!)...

Vamos lá? Ok!!

É verdade que foi uma saída pacífica (até demais!! Não, não somos adeptos do quanto mais sangue, melhor, porém ficar lá, por semanas, sofrendo, passando privações e necessidades, para simplesmente: "Ah! Vocês tem que sair!! Tá bom, fui!!" Sem nenhuma desobediência civil pacífica, sem nenhum ato simbólico de saída/resistência, sei lá, fica meio, sei lá... Deixa pra lá!! Até pq...), mas...

Paradoxalmente à saída, "no melhor estilo 7 anões" (eu vou, eu vou, pra casa agora eu vou... la la la), uma vez fora, na entrada do Parque...

Principalmente, as mulheres (SEMPRE elas) do movimento, deram um show a parte!!!

Como podemos ver (rapidamente, pois em breve virão mais imagens e muitas informações a respeito) nas fotos abaixo em que 
  • Um trio (começou com uma só) LITERALMENTE parou e segurou (até o "fim" frise-se) o avanço de várias viaturas (reparem que a primeira já estava em cima da faixa de isolamento...), no melhor estilo chinês de parar tanques de guerra...
  •  Uma Guerreira solitária mantinha as viaturas numa distância adequada do final do bloco, que marchava para a Prefeitura... (é verdade que, ao contrário da imagem anterior em que as viaturas queriam e iriam avançar e forçar os manifestantes a sair da entrada do Parque, aqui, esta formação padrão, que sempre segue no final de manifestações, normalmente mantém uma distância das mesmas e não incomoda/violenta ninguém, mas não importa, o batuta da cena é que TALVEZ a guria não soubesse disso e cismou que tinha que segurá-los, aí foi lá e o fez...)

Mas eu disse que seriam 3 imagens né? Disse também que uma não teria sido feita por nós... Alias, eu disse até que os manifestantes haviam saído do Parque né?? Pois bem, 5 ficaram e, quatro destes, subiram numa árvore, de lá não descendo até ser feita/concluída uma assembleia (no portão do Parque) onde foi decidido qual seria o próximo passo (no caso, marchar até a Prefeitura -falaremos sobre isto depois...).
- Foram presos, apanharam, se machucaram, desobedeceram alguma lei, foram vândalos? Não, não e não, não e não!!!

- Fizeram um ato simbólico de resistência, pacífico, constitucionalmente assegurado, demonstraram sua discordância aos acontecimentos?? Sim, sim, sim e sim!!
Então era possível??? Pois é...

Mas... deixa pra lá!! Fiquem com as imagem 

  • Tiradas por nós no dia 17 de fevereiro (com as estruturas e a paz construída no Parque)

 
  • E de hoje, tiradas por... (quero poder dar os créditos, alguém me ajuda???) com a Tropa de Choque cercando a árvore dos 5 desobedientes

E por enquanto é isso!!

Em breve voltaremos, e aqui embaixo terá o link (clássico) para quem quiser ver mais/tudo a respeito da nossa cobertura e desta madrugada/dia triste...

Se vocês passaram na nossa FANPAGE devem saber que a versão completa já esta publicada...

Querem conhecê-la??

Então é só fazer o de sempre, ou seja, clicar abaixo no "Mais informações" e mergulhar com alegria no que fizemos com muito carinho e emoção!!

Estão conosco???

Então borandar e clicar abaixo!!!






Antes de mais nada (e depois da introdução acima), vale dizer que...
  • Esta luta pelo Parque Augusta já existe há muito tempo! 
  • Como tudo que aconteceu no 3º ano 13 DC (leia-se 2013), ela ganhou muita força e destaque em novembro/dezembro;
  • Eu conheci o Parque na madrugada do dia 20 de dezembro de 2013;
  • Pouco depois da data acima, ele foi fechado;
  • Muita coisa/luta continuou acontecendo (a luta não parou não!!)
  • Chegou 2015 e foi organizada uma série de eventos para a segunda quinzena de janeiro. 
  • Tais eventos ocorreriam em volta (fora) do Parque;
  • No 17 de janeiro de 2015, os organizadores conseguiram entrar no Parque e os eventos que iriam começar com o nome de "Verão Parque Augusta" foram feitos dentro e, não, em volta como era o programado inicialmente;
  • Na noite do dia 17, eu fui ao evento citado acima pra participar de uma das atividades, qual seja, o "Cinemata" (não assisti, frise-se, mas valeu ter voltado a entrar por lá...);
  • O povo que entrou, no dia 17,  não saiu mais, o tempo foi passando;
  • 17 de fevereiro voltei ao Parque para um "veganic" e tive contatos e papos com muitas das pessoas que estavam ficando lá na vigília;
  • Mais coisa foi acontecendo até que, iniciando no dia 1º de março, foi marcado o evento:

Por uma série de razões (a maioria delas válidas) não pudemos ir no dia 1º, nem no dia 2, nem no dia 3, mas por volta das 2h20 da madrugada do dia 4 de março de 2015, saí de casa a caminho do Parque!!
Obs: Vale fazer uma observação aqui e dizer que só cheguei no parque as 4h45! Isso mesmo! Um trajeto que eu levaria 25 minutos (contando a condução e a parte a pé), 35 com trânsito, eu levei DUAS HORAS E VINTE CINCO minutos, SEM trânsito e de madrugada!!!! Não precisa dizer que cheguei lá morrendo de amores pelo nosso Prefeito e pela sua equipe que, ao criar (dia 28 de fevereiro) as linhas da madrugada, TIROU outras linhas que já funcionavam de madrugada, SEM COLOCAR NENHUM AVISO nos pontos!!!! Até eu entender o que estava acontecendo e o que não estava acontecendo, um tempão passou e minha paciência explodiu...
Ao chegar, já comecei a entrar no clima, com os cartazes abaixo...



E não esperei mais nada, indo pra dentro do Parque onde comecei a entender (mais) a situação, encontrar pessoas conhecidas e, enfim, me ambientar para uma madrugada que prometia ser longa, tensa e estranha...

Por volta das 5h00, tivemos um primeiro momento tenso, que na verdade foi só um susto... Do nada surgem 3 caminhões e param na frente da entrada do Parque...


Após alguma conversa, o povo no Parque descobriu que os caminhões haviam sido mandados por uma "pessoa muito religiosa" (que sempre está na Rua, apoiando no que puder) caso houvesse necessidade para algum transporte de mudança mais complicado...

Passado o susto, a vida seguiu e os preparativos continuaram... (dentro e fora do Parque)

Alguns iam arrumando a (parte de fora) da entrada do Parque onde, após a possível e prevista reintegração de posse, ocorreria um ato/manifestação...



Alguns davam entrevista...



Enquanto outros, que queriam entrevistar, tinham sua entrada no Parque barrada... (Isso é profissionalmente chato, ok, não vibramos com isto, mas conseguimos entender o PQ desta situação... Alias, em breve até quero comentar uma certa coisa ocorrida na madrugada de hoje, que tem a ver com isto... Aguardem...)


Tempo passou mais um pouco e quando o relógio marca 5h29, chegam os Oficiais de Justiça...

Param num cantinho...


São vistos por um coleguinha, que avisa pra outro, outro, outro e lá vamos nós falar com a dupla, que assustada aperta o passo "pra chamar a polícia", mas vendo que quem lhes havia causado medo era, na verdade, mais um repórter e vendo que estavam na porta do 4º DP


Dão mais alguns passos, entram no DP e somem...


Sendo seguidos pelos AAs


Agora todos sabiam que a Reintegração iria começar...
Obs: Saber que iria ocorrer, todos "já sabíamos" pois antes dos dois oficiais assustados, viaturas do GOE não paravam de chegar para "proteger" a Delegacia. O que já era um claro sinal de que aquela não seria mais uma noite na região...
Por volta das 5h40 os AAs desceram/saíram do DP e entraram no Parque, onde deram o fatídico aviso (que não foi muito bem aceito por alguns)


Mais gente falou...


E o clima não era nem de alegria, nem de vitória a sensação que dava era a de estar em um abatedouro vendo o gado caminhar para a morte...

 


Mas, parece que este foi o desejo da maioria, inclusive combinado em uma reunião que teria ocorrido, não entendi direito (e nem me interessei) com quem, para combinar como seria a desocupação...

Avisos dados, retrucados e acatados (pela maioria), a desmontagem foi iniciada...

 

Enquanto um sujeito fantasiado, em cima do muro, falava palavras bonitas e um tanto sem contexto (para o momento) com um megafone (vocês sabem o quanto eu NÃO simpatizo com manifestantes usando megafone não é? Mas, no caso, o rapaz estava desopilando e pondo pra fora sua revolta, do jeito dele... Na hora assustei e até me irritei, mas depois, verificando a postura do fantasiado durante todo o restante dos acontecimentos, entendi que foi uma forma dele desabafar...)



5h56 e o clima era bem triste...


Vereador Natalini apareceu, também bastante incomodado...


E, aos poucos (quase) todos iam saindo saindo...


E, conforme saíam, começavam a se concentrar na entrada do Parque
 

Devidamente observados pela mídia


E pelos policiais do GOE (que guardavam a porta da delegacia -e a turma de advogados das construtoras que se escondiam lá dentro)


Os oficiais de justiça também observavam tudo (as vezes no chão e as vezes de volta pra dentro/cima do DP onde ladeavam os advogados das construtoras, que não saiam de um "camarote montado" no muro do DP protegido, de onde acompanhavam o desenrolar da sua "vitória"...)


No chão, fora do Parque, a moçada ia se concentrando/arrumando sua manifestação...

 




Ao som de um ritmo (muitas vezes) triste...


Chega o "novo dia", 06h00 passada, e a PM começa a fazer pressão fora do Parque, montando um cordão de isolamento na rua Marques de Paranaguá, de modo que "ninguém" mais (aspas, pois uma certa emissora entrava e saia quando queria) pudesse (vindo da Rua Augusta) entrar na área isolada...


Dentro do Parque  ainda tinham pessoas... (Algumas para organizar a saída e outras pq não pretendiam sair...)

 

Fora do Parque, a concentração seguia firme (e "cercada" - pelo cordão de isolamento de um lado e por duas viaturas que pararam no final da Marquês, distantes da concentração, no outro sentido...)



E criava um "cordão de isolamento" para "isolar o cordão de isolamento da PM"...


O jogo de damas (em homenagem às mulheres que deram um show de bravura neste dia) continuava, e um jogral foi feito...


Então, por volta das 6h30, foi anunciado que a PM cederia uma coletiva de imprensa... 

O militar que falaria com os coleguinhas e com os/as foquinhas passou pelo cordão de isolamento (sentido Augusta), foi seguido pela patota (que também cruzou o cordão, feliz da vida pq iria ter a honra de se acotovelar para ouvir o militar de patente alta falar), o militar falou algo (não fui perder tempo de ouvir), deve ter respondido uma ou outra pergunta (ou não), aí (o militar) cruzou o cordão de volta, sendo seguid... Ops!! NÃO!!!!!!!!  Os coleguinhas e os/as foquinhas que cruzaram o cordão pra ter a "honra de falar com o Militar", NÃO PUDERAM VOLTAR!!!!   

Vocês não leram errado, não!!!! Eles/elas (menos a turma daquela tal emissora) ficaram fora do cordão de isolamento!!! Espernearam!!! Chamaram o Papa, a Mãe... chamaram até a Polícia, mas, principalmente, esta última não deu a mínima e os manteve fora do cordão...


Isso foi tragicômico!!!

Mas Ribas, na faculdade nos ensinam que temos que ouvir todos os lados!!!! O que tem de Cômico nisto????

Tá tá tá, também assumi que foi trágico, mas quanto à sua pergunta... Pra começar, a PM não era "um lado", tava lá só pra apoiar o Oficial de Justiça no cumprimento da sua (Oficial) ordem, então, nem tinha lá muito pq de ser ouvida... Continuando, só quem nunca participou de cobertura de manifestação, pra achar que a PM (há raras exceções na instituição) faria algo tão fofo e meigo para facilitar a vida da mídia em geral ( Se dissesse que era pra aquela certa emissora, até vá lá, mas...)

Por essas e muitas outras que firmo entendimento, a cada dia mais, no sentido de que o curso de jornalismo deveria ser dado como Pós Graduação e, que como nas outras profissões sérias, pouco a pouco fossem sendo abolidos os "clínicos gerais", pois da mesma forma que não podemos culpar um coleguinha (que hoje esta cobrindo uma pauta sócio política, amanhã estará cobrindo uma lançamento de filme e horas depois terá que se desdobrar para cobrir um evento esportivo) de ter sido tolinho(a) em cair nesse golpe boboquinha e risível da (ou do -um especifico-) PM (afinal, algum sábio de plantão já ensinou que "só erra quem sabe"), enquanto minha bandeira não se tornar realidade, ainda teremos outros coleguinhas caindo nesta e outras pegadinhas ou, pior, não se dando (nem lhes sendo dado) o devido valor...

Mas voltemos ao foco deste texto... 


Onde eu estava mesmo?

Deixa eu me achar...

DP protegida pelo GOE...


Parte da Mídia fora do cordão de isolamento...


PM (possivelmente rindo internamente)


E o povo do Parque fazendo um cordão, pacífico e musical, pra isolar o cordão da PM...


Tá, já me localizei...

7h00 passada e, dentro da "concentração isolada", tudo ia "correndo bem"...

Conversas...


 ManifestaCÃES se manifestando...



GAPP (sim eles estavam lá) aguardando o desenrolar dos acontecimentos...


E, enquanto a enorme maioria estava focada no cordão montado...


Deu 07h09, não lembro pq resolvi olhar pra trás e, pude ver uma das cenas (considerada por mim) mais lindas das últimas manifestações...

Lembram que eu disse que na Marquês (sentido Consolação/Augusta) tinham duas viaturas distantes e estacionadas??? Pois bem, chegaram amiguinhas e, em grupinho, resolveram se movimentar rumo à concentração...

O plano até estava indo bem, mas uma guria guerreira (sim, eu tenho um sentimento por este Parque e acabo sendo um pouco parcial nas minhas palavras -relevem por favor-) acordou para a situação e, no melhor estilo chinês, se plantou na frente da primeira viatura, não arredou o pé e BARROU O AVANÇO!!!


Ela estava indo bem, sozinha, mas amigas resolveram se juntar...


Amigos se juntaram às amigas...


Mais pessoas foram chegando...


E, no fim, a viaturas não se mexeram mais nenhum centímetro...

 



ISTO FOI LINDO!!!!

Mas quando militar não consegue brincar do seu jeito, e fazer o que ele quer fazer, ele costuma se melindrar, emburrar e cobrar um preço, muitas vezes alto, para a sociedade...

E como as viaturas foram BARRADAS de forma linda, romântica, heroica e, principalmente, pacífica... 

Como não dava, até dava, ok, mas não pegaria muito bem (de dia, nos Jardins, com muita imprensa presente) pra um mau profissional, por acaso, fardado, jogar a viatura no grupo parado...

O jeito foi mandar o Choque (a pé)...

Ordem dada, ordem cumprida e lá veio a tropa, pela calçada que ladeava o Parque, com seus escudinhos, seus cassetetes e seu treinamento, que puxa o que tem de mais boçal na alma humana (até dá pra entender, pois, em tese, se bem coordenada, comandada e utilizada pelos engravatados em seus escritórios e cargos de confiança, de livre nomeação e EXONERAÇÃO, esta tropa só deveria ser usada em momentos e situações de extrema tensão e necessidade, onde não se tem nenhum espaço para emoção ou pensamento discordante de alguma ordem -Não era o caso, mas... Tinham construtoras querendo ganhar dinheiro...-).

Então, UMA das gurias que barrou as viaturas, abusou da sorte (verdade seja dita) e, romanticamente, parou na calçada, sem fechar (lembram que era UMA só né?), mas, evidentemente, dificultando o caminho do trem desgovernado...

Resultado: a Tropa desviou e ignorou a guria, entrando no Parque... NÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Ah! mas então a tropa afastou a guria e passou, entrando no Parque...? NÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
O resultado foi a guria ficar mancando por todo o restante do ato, em razão de ter levado (pelo menos) 7 golpes de cassetete NAS pernas!!!!

Sim, vocês leram bem... 

UMA ÚNICA guria parada pacificamente na calçada e, para a tropa do choque passar por esta guria, a mesma foi massacrada com GOLPES de cassetete...
Obs: Fizemos imagens, pegamos até um depoimento da guria (Guerreira I.A.), íamos postar tudo aqui mas, um bom tempo depois do ocorrido, "aquela emissora" apareceu do nada (lembram que ela entrava e saia, passando sossegada pelo cordão de isolamento né?) e deu um jeito de conseguir falar com ela, neste momento, eu estava acompanhando a cena de perto e vi que ela até aceitou falar com a emissora desde que não mostrassem seu rosto... Nesta hora resolvi, internamente, que, mesmo sem saber e sem perguntar a ela se isto seria um pedido só para "aquela emissora", nós também respeitaríamos seu desejo e não faríamos estardalhaço com sua dor... Portanto não mostrarei imagens da sua perna, das lesões e, também resolvi cobrir seu rosto na exclusiva que ela nos cedeu (sem nenhuma restrição ou pedido neste sentido)... Se um dia, ela passar aqui e mandar um comentário pra nós (que, por causa do filtro, só nós lemos, frise-se), não se importando, aí editaremos esta parte e subiremos o vídeo sem a tarja. Até lá, até isto ocorrer...

Dando continuidade ao relato, o que se seguiu, foi a continuação do único momento tenso (gerado por quem???) do dia, pois após massacrar uma ÚNICA guria que ousou parar na frente de uma tropa que parecia estar de viseira, dada a incapacidade de (querer) fazer um simples desvio... O povo que estava fora do Parque se agitou...


E após um empurra empurra, a MAIORIA foi acalmada por quem estava lá pra isso...


Por volta das 07h20, CHOQUE dentro do Parque...




Parte (maioria) dos manifestantes, que ainda estavam no Parque, saíram assim que o Choque entrou (protegidos por um vereador -Toninho- que ainda estava lá dentro), sobrando só 5 (4 em cima de uma árvore e 1 escondido).

 (Foto pega na internet, pois devido ao cordão de isolamento, optamos por 
ficar na área de concentração e, com isto, não tínhamos visão destes fatos... 
Quem souber o autor, nos avise para os devidos créditos)


 

Nesse meio tempo, ALGUNS manifestantes que presenciaram a boçalidade e não se acalmaram, ainda estavam se manifestando...



Até que, aos poucos, fora do Parque os ânimos foram se acalmando...


E tudo voltando ao "normal"...
  • Com o povo e a mídia barrada...
  •  O Parque fechado...
  •  E as viaturas sem conseguir se movimentar...

Tempo foi passando...


Por volta das 8h20 um dos "desobedientes" desce da árvore, passa pelo choque (sem ser agredido, frise-se)



E sai do Parque...



Trazendo informações lá de dentro...


E falando conosco...


 Então é convocada/iniciada uma conversa (para alguns)/ assembleia (para a maioria)


 


Escolhas feitas, tudo resolvido, o Vereador Gilberto Natalini, entra no Parque, dá a notícia para os que lá ainda resistiam até que, estes, por volta das 08h55, saíram sem sofrer nenhuma violência...


Enquanto os últimos resistentes iam tomando pé da situação fora do Parque e a PM tentava COORDENAR o caminho que a manifestação tomaria até chegar na Prefeitura... (tem hora que eu concluo que deveriam deixar a PM fazer greve, se manifestar e tal e coisa viu... Pois a repressão que eles sofrem é tanta, que eles ficam tentando criar/se apegar a toda e qualquer oportunidade para atrapalh... ops! Participar de alguma forma...)


O Vereador Natalini, gentilmente falou conosco...


Caminho acertado...

Viaturas (atrás) ainda barradas...


Na frente, o bloco que iria marchar, começa a ir ganhando forma...


PM querendo brincar...

Bloco se organizando...

 

Oficial de justiça desconsolado, vendo que ninguém mais ligava pra ele...


Quase tudo pronto...

 E...


9h10, foi dada a largada!!!


 Marcha começa, tranquila e feliz (apesar de tudo)


Vai avançando tranquila e pacífica...

Alguns aproveitando pra dar entrevista...


Outros mais focados na marcha propriamente dita...


Enfim, cada um fazendo, tranquilamente, o que achava que devia...

E, então, olha a "tropa do braço" vindo, em sentido contrário, brincar/participar também...



"Bloco negro" devida e sutilmente ignorado (até pra não emburrar e começar a "cometer vandalismo, na manifestação que começou pacífica", como diria aquela emissora que entrava e saía de todos os isolamentos)


A moçada continuou sossegada...


Tive tempo de achar a camiseta batuta do dia...


E lá foi a marcha rumo à Prefeitura...





Sem certo e errado, simplesmente cada um, pacificamente, fazendo o que achava que deveria ser feito...




  E, todos, se mexendo em respeito à Mãe Terra!!


Avançando e ganhando as ruas...

 


 


Obs: Vale citar que com o fim do cordão de isolamento e, posterior, início da marcha, muita gente que estava do outro lado do cordão engrossou o bloco...
 
   

Que andou...


Andou...


Teve apoio de mais manifestaCÃES...


Enquanto eu, ia torrando no calor e me transformando em uma mera mancha no chão...


Mas desanimar ainda não era uma opção (eu iria pelo menos até a proximidade do Terminal Bandeira, de onde tomaria o rumo de casa, até pq já estávamos numa segunda pauta e eu já tinha passado da fase de falar com Gnomos, agora, eles já estavam me respondendo...)


Tudo caminhava de forma tranquila


Até que, por volta das 10h10 a marcha chegou na frente do no stand da construtora Setin (uma das responsáveis pela ação de reintegração)


A tropa do braço chegou também...



Todos pararam...


 E um jogral foi iniciado...


Findo o jogral, a marcha seguiu, sem maiores incidentes...


 


Cada um indo do seu jeito... (skate, cadeira de rodas, bicicleta, a pé ...)


Cada um dando o seu recado...



 
 

E , toda a marcha, sendo protegida por mais uma guerreira (eu já disse, mas adoro repetir, que hoje foi um dia de mulheres fortes!!) que guardava uma distância entre o fim da marcha e as viaturas que a seguiam...



Quem a conhecer, favor levar os meus parabéns à ela, pela a sua atitude... (desnecessária, já comentamos lá em cima, mas não importa, foi linda e fim!!)

Aos poucos...


Ela foi rendida...

Por mais uma guerreira que assumiu o posto...



E...
  • Como o ato já estava chegando na Prefeitura (sem incidentes), onde muito provavelmente surgiria uma 3ª pauta (tentativa de falar com o Prefeito) e uma 4ª (plantar mudas no Anhangabaú)...

  •  Como eu tinha madrugado para cobrir especificamente a "desintegração" e já estava (morto, mas muito emocionado) cobrindo também a marcha...
Me despedi de quem eu vi e voltei pra casa, tentando digerir tudo que vivenciei enquanto ia cantando baixinho a musiquinha para a Mãe Terra...

Esta foi a cobertura da DESINTEGRAÇÃO de posse...

Torço firme e realmente para que o Parque seja reaberto e esta moçada finalmente vença esta guerra!!!!

Buscarei/buscaremos sempre cobrir o que for feito neste sentido, fica aqui nossa promessa...

E, pra você que ficou curioso sobre as pautas que surgiram no pós marcha... Saibam que todos chegaram na Prefeitura, em paz, mas não foram atendidos pelo Prefeito, então não quiseram falar com os subalternos oferecidos, cansaram e foram plantar mudas no Anhangabaú, onde ESTA BATALHA acabou... 

Certo?
Já tá bom?
Sim?? Não??
Querem imagens????

Ok!!!!

Por Sorte o fotografo ativista Cristiano Assis, seguiu (junto com o GAPP) até o fim da marcha e fez ótimas fotos, as quais (com sua/dele permissão) posto abaixo para ilustrar o clima deste fim de manhã...

Fiquem com a fotos (sempre) conceituais do fotografo ativista Cristiano Assis, e...

Até a próxima!!!







Chega de Prefeitura... Vamos plantar!!








Share on Google Plus

About Videoteca do Olhar Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário