[RELATO] 12 abr 2015 Fora Dilma & sei lá mais o que (ou quem...)

Texto e Imagens: Ribas Machado
Agradecimentos e parabenizações: (ao) Mídia Ativista Arrow Collins, 
pela captura (e permissão de veiculação) de um dos mais divertidos 
vídeos do dia.




E lá fomos nós, mais uma vez, acompanhar as movimentações dos (muitos) grupos (e pessoas) que "querem reforma agrária no Sítio do Pica Pau Amarelo, começando com a ocupação da Casa Grande, localizada no Plano mais Alto da região, e subsequente destituição da Dona DENTA".

Já de cara vale avisar que:
  • Esta publicação será longa, então, se você não tiver interesse no assunto nem comece a leitura pois não irá acabá-la e, com isto, como ela tem começo, meio e fim, sairá mais perdido(a) do que entrou...
  • Por outro lado, caso você tenha ALGUM interesse no assunto, leia só a introdução (que já lhe deixará bem informado-a-) e não clique no link que levaria você pra cobertura completa, pois ela está longa...
  • Mas se você é uma das pessoas acostumadas e entusiastas com o nosso estilo de imprensa literário e libertário, então acomode-se e borandar, pois nas próximas linhas/imagens/vídeos buscaremos passar a realidade deste dia 12 de abril de 2015...
Prontos?
Prontas?

Eba!!!

Então bora introduzir a introdução já alertando que, enquanto vocês estavam no sofá, ou no banco da Igreja, ou em algum trono...

A intervenção militar começou!!!!


 Pelo menos os interventores já receberam uma amostra grátis...


A Revista Época (usando um termo que a moçadinha 
usa hoje em dia) MITOU!!


E os partidários/entusiastas da censura, da tradição, família e propriedade, já tiveram que conter a libido e (muito provavelmente) dormir na sala colocando gelo nos hematomas...

 Ficam aqui os parabéns (os agradecimentos e a nossa inveja) pelo registro
que o Mídia Ativista Arrow Collins (sempre ligado e acordado)
conseguiu, de um dos momentos mais divertidos do dia.

Enquanto isto tudo ia ocorrendo, nós, que temos pouca resistência à dor, que não somos bobos "pra tirar onda de herói" (toca Rauuuul!!!) e que gostamos dos nossos dentes, resolvemos nos misturar e literalmente nos amalgamar/embandeirar com a onda verde amarela...


Inclusive já tratei de revirar nossos arquivos e tirar o pó de um compacto especial (sim, este era o nome dado aos discos que -junto com os Long Plays- foram os antecessores do CD e do DVD, e que costumeiramente vinham só com duas músicas, uma principal no Lado A e outra, menos conhecida, que vinha na onda da principal, no Lado B)...




Assim, em uma próxima cobertura, poderei agradar o Vovô Metralha e sua turma...



     
Pois, já sabendo(lembrando) a letra de cor, poderei me misturar melhor (cantando e dançando em um transe feliz, quase histérico)...


Com aqueles, e aquelas, que sentem...


Dessa forma poderei manter minha integridade física devidamente intacta...


Mas...
Brincadeiras (ou não...) de lado, até para fechar esta (longa) introdução introdutória, vale dizer que:
  1. Tinha MUITO menos gente do que no dia 15 de março de 2015;
  2. Na NOSSA leitura, os presentes eram constituídos BASICAMENTE de Pessoas que (animadas pelo que viram, do sofá, no dia 15) resolveram IR BRINCAR DE MANIFESTAÇÃO + Pessoas que NOVAMENTE foram pra rua SE MANIFESTAR, só que desta vez focadas no que e em quem queriam ouvir/acompanhar + Pessoas que foram fazer "footing" (com a família) na Av. Paulista e ASSISTIR ("de fora") aquele evento festivo promovido pelos dois outros grupos anteriores e pelos carros de som...
  3. Por falar nos carros de som, vale dizer que tinham muitos!!! 
  4. E vale registrar a presença dos principais, quais sejam: O do "Revoltados Online" com seu líder, e subcelebridades, se pronunciando entre uma ou outra execução do hino nacional, o do "Endireita Brasil" sempre bem criativo com bonecos, frases e sacadas visuais divertidas, o "Carro de som Gourmet" do "Vem pra Rua" com assessoras da assessora de imprensa controlando, com uma listinha de "mídias amigas", quem ganharia a pulseirinha para poder adentrar ao cercadinho, tendo assim acesso às várias "autoridades", "celebridades" e "pessoas conhecidas" que lá estavam/passavam para tentar dar seriedade e consistência aos discursos dos "animadores" e do "porta voz", os "Carros Interventores", querendo intervenção ou demonstrando algum fetiche pela farda ou por pessoas fardadas, enquanto, nos intervalos (alguns destes carros) destilavam seu veneno e recalque pelos demais carros "coirmãos", e o carro do "Movimento Brasil Livre" que, sem nenhuma dúvida era o mais batuta (se um dia eu for organizar uma marcha, vou querer um caminhão daqueles...), com mais plateia (mesmo sem precisar fechar as duas pistas da Paulista e bloquear a passagem de quem, não conseguindo andar/passar acabava parado/preso ouvindo berros e frases feitas dos que assim agiram), onde estava a já tradicional moçada do movimento, sempre afinada no discurso (que embora eu não concorde com muitos pontos, respeito a integridade da linha de raciocínio), se bastando no palco (sem precisar de terceiros para dar apoio ou alargar as costas) e (ainda) humilde e aberta com praticamente toda a imprensa (tirando só os que vivem de caçá-los e -ou- APENAS tentar desconstruí-los com má fé), até mídias ativistas clássicos de 2013 eu pude ver ao meu lado (sim, este foi o único carro que eu subi, desta vez) no alto do caminhão (local reservado pra mídia);
  5. Vale mencionar também a presença do carro do Movimento (também tradicional neste ambiente) "Quero Me Defender", que por estar depois do MASP (nós demos uma boa pausa antes do MASP, no caminhão do MBL, pois era o ponto principal do dia 12 e não queríamos perder nada...) e por, em tese, ter ido embora cedo, não pudemos ver e, portanto, nada poderemos comentar além da presença (que vimos através de vídeos na rede social Facebook);
  6. Não tem item 6, mas em breve vocês terão a cobertura completa e bem detalhada de todo este dia... Acompanhem a publicação pela FANPAGE, ou então deem umas passadas por aqui mais tarde pois, muito em breve, ela estará publicada (só ainda não o foi, pq o Youtube e o Local de armazenamento de imagens estão virados, e com um Upload puxado por carroças de boi);
 Até breve (se a conexão deixar)!

(Sr. Júlio Cesar dá seu recado...)






Muito bem, muito bom...

Introduzida a introdução, passemos ao relato mais (mais!!??) detalhado...

- 14h00 - 

Chegamos na Paulista (pela Avenida Brigadeiro Luis Antonio), andamos um pouquinho e já por volta das 14h06, avistamos o primeiro (de muitos) Carro de Som


Registramos algumas cenas (um pouco desanimados com a "recepção")


E seguimos em frente...


Embora o relógio já marcasse 14h09, a Av. Paulista (devidamente bloqueada e liberada pela PM) ainda estava bem vazia, nesta região...


Aos poucos fui deixando os interventores pra trás...


Bem pra trás...


E fui andando e chegando perto do segundo Carro de Som, este, de um dos grupos que iniciaram este específico ciclo de manifestação, me refiro ao "Revoltados Online" ...


Eles ainda estavam se organizando, ACHO QUE tinham acabado de chegar/se posicionar e ainda não tinham "começado os trabalhos"...


Passei pelo caminhão, registrei o outro lado (pois ele era um dos que cortavam a paulista)


E segui em frente, quando resolvi averiguar o que era um amontoado de pessoas animadas e gritando "Meu Presidente"...


Cheguei mais perto e constatei que o paulistano gosta mais dos cariocas do que os próprios cariocas (como, também, diga-se, gosta mais de Mineiros, do que os próprios mineiros tsc tsc)

 

Alias o gosto era tanto que houve até uma inversão do que muito ocorreu no dia 15 de março, ou seja, ao invés dos civis torrarem os militares para selfies e groupies, lá, naquele amontoado, os militares que pediram para tirar selfie com o "civil"...


Por falar no "civil" de cima, o filho dele, também estava presente, embora sem tanto assédio...


Feito o registro, continuei a caminhada (14h27) e eis que, ao fundo, os Revoltados Online começam a... Tchan Ran!!! Tocar o Hino Nacional...


Para a alegria de alguns que devem estar lá até agora (pois esse coletivo/grupo costuma tocar umas 30x o hino)


Um pouco mais de caminhada (14h29) e eis que surge o Carro de Som do grupo Endireita Brasil (que muito gentilmente nos cedeu entrevista no dia 15 de março e permitiu nosso acesso ao topo do caminhão -aquela vez- pra tirar fotos).

Grupo este, sempre, bastante visual e lúdico, com várias abordagens/atitudes diferentes e divertidas (não exatamente para o alvo das "piadas")



 



 


Registros feitos, relógio já marcando 14h34, eis que surge MAIS UM carro pedindo Intervenção Militar...



Registro feito, seguimos deixando o moço fortinho com capacete e bermuda pra trás...

Pelo caminho, "manifestantes" tentando melhorar o mundo enquanto brincam com a saída de ar do Metrô...


 

Melhor não contrariar...

Vamos continuar caminhando...

Detalhe que já são 14h37 passadas e, muitos espaços vazios ainda são vistos pela Paulista...

Tanto quando olhamos pra trás...


Quanto quando olhamos pra frente (reparem o prédio da Gazeta à direita -lembrando que começamos a peregrinação na Brigadeiro...)


14h38 -  E mais uma caminhão com fetiche militar


Embora representando mais do mesmo, o caminhão acima, ou melhor, as pessoas no caminhão acima, em uma contínua repetição intercalada por uma ou outra frase ou discurso solto, buscavam atacar e desconstruir outros grupos coirmãos, como vocês podem ouvir no vídeo abaixo...


Após conseguirmos o registro acima, seguimos em frente (14h46) deixando a Gazeta e a patota rancorosa pra trás...


 Agora foi a vez de trombarmos o "Movimento Federalista" que, sem carro de som, motou um "acampamento" onde colhia assinaturas e distribuía panfletos...


 



 

Olhamos, ouvimos, registramos e seguimos...

Até chegar as 14h53 no carro de som da União Nacionalista Democrática que, acima trazia o que vocês podem ver abaixo...




Abaixo, na rua, tinham um Senhor andando pra lá e pra cá com a faixa abaixo...


E, das caixas de som, tocava a "Eu te Amo Meu Brasil", que há séculos não ouvia (vale a pena ouvir de novo hehehehe)


Ouvi, "me emocionei", quase dancei, mas me segurei e resolvi me afastar pra "não sair do armário" heheheh


Relógio marcando 15h00(uma hora de caminhada, já...)


E 27ºC...

Finalmente a primeira "MUVUCA" começava a aparecer...

Aparentemente por causa do Carro do Vem Pra Rua e seus fãs/seguidores... Fomos averiguar, até pq estava no nosso caminho mesmo...

Enquanto avançávamos pudemos verificar muitos manifestantes, tentando melhorar o mundo enquanto buscavam uma sombrinha para o sol das 15h00...



Só pra localizar, estávamos perto da estação...


Fomos chegando perto da "muvuca"


Mais perto...


E enquanto buscávamos furar o bloqueio e nos aproximar, íamos ouvindo (15h09) das caixas de som do carro, a cientista política da GUATEMALA, Gloria Álvarez (também conhecida como a "Reaça Gata")


Por fim, 15h12, conseguimos chegar perto do carro (se arrependimento matasse...) e quase ficamos surdos (nós e alguns dos convidados ilustres do Grupo...) com o animador de comício de vociferava com palavras (berros, ok...) de ordem...


15h14 -  Até tentei fugir dali, mas então percebi o drama, percebi o pq da muvuca, o pq da multidão ali parada...

Não era exatamente pela qualidade das palavras que vinham do carro, não era por causa das presenças ilustres que até serviam pra abafar/mascarar a falta de grande conteúdo no discurso e nas ideias originalmente apresentadas pelo grupo original que dava cara e portava a voz do grupo, NÃO!!

A "multidão" ali se formou, pq o caminhão (bem cumprido, diga-se), e o gradil em volta do caminhão, conseguiram formar uma cruz na avenida e, QUASE que tomando as duas faixas, conseguiram com isto afunilar a passagem e obter um público (literalmente) cativo...

Dessa forma quem vinha da Consolação não conseguia (sem MUITO esforço) cruzar sentido Paraíso e quem vinha do Paraíso (como eu vim) não conseguia cruzar pra Consolação...

Cansado (pois demorei alguns minutos pra perceber a roubada em que eu estava entrando, verdadeira areia movediça), parei um pouco e fiquei observando a mecânica intra grades...

Nisso já era 15h15...

Fiquei vendo o entra e sai no gradil, seja pela permissão de alguns senhores que distribuíam "pulseirinhas" pra agregar valor ao camarote, seja por representar uma veículo de alguma mídia que tivesse a ""sorte"" de estar na listinha que as assessoras da assessora de imprensa carregavam e tinham por função consultar cara/lista/crachá...



Ouvi alguns amigos falarem no alto do carro (vergonha alheia...)


E por volta das 15h32 (pois é, quase 30 minutos sem conseguir me mexer -pois não sou fã de muito calor humano com estranhos, então demorei a me animar ou ter razões pra encarar a massa-) após ouvir a pérola do vídeo abaixo e fazer um rápido "teste do pescoço" constatando que o menininho animador do carro devia estar cego ou então sofrer de algum daltonismo,



Cansei de ouvir TANTA bobagem e, me valendo de muito desforço físico e imediato (hehehe), consegui ganhar a liberdade e ir deixando o "Carro de Som Gourmet" pra trás...


30, 40 metros após o carro, já na direção Consolação, quando já conseguia andar sem tocar nas pessoas, vejo um pequeno tumulto, vou verificar e...


Vejo que era o Danilo Gentili (Apresentador de um programa de entrevistas, do Sistema Brasileiro de Televisão)


Registro o fato e sigo em frente


Até pq já era 15h50...


Por falar no SBT, olha eles aí... (e olhem bem onde eles estão... Separados da manifestação pela altura e por um portão de ferro...)


Mas, cada um na sua e fazendo o que consegue fazer né... Se eles não se sentem bem no povo, quem sou eu pra julgar...

Bora continuar pra frente, afinal agora já dava pra caminhar de novo...

É chegada a vez de registrar o carro de som do "Movimento XV de Março"... Eu nunca tinha ouvido falar neles (o que não quer dizer nada) e, até pela falta de algo mais do que vocês estão vendo abaixo...



Continuei andando em direção ao MASP (onde tinha o anúncio que teriam enchido o vão livre de banheiros químicos)


Deixando o XV de março pra trás, até pq já estávamos no 12 de abril (dããããã)



No caminho pude ver mais um ponto de venda de camisetas revolucionárias (sem nota fiscal, pra alegria do Felipe Gini)...


Registrei um grupo que vinha na (minha) contra mão protestando...


Acompanhei um galo fazendo entrevistas...


Um galo????


Ah bom!!!

E finalmente encontrei alguém que gosto, naquele mar (tá tá tá, ok...) naquele córrego de gente. Me refiro à Deputada Mara Gabrilli, ser humano que gosto e respeito bastante...


Após algumas palavras com ela, pude ver o carro de som do Movimento Brasil Livre


Olhei em volta, vi que era um carro só (ou seja, não tinha um carro de SHOW e um carro pra Imprensa como no dia 15)

Desanimado (hehehehe) fui chegando mais perto e então veio o susto...

Pois o Carro não era um carro de som simples, ele era um verdadeiro MEGAZORD, só faltava andar, falar e salvar o planeta terra de monstros alienígenas!!


Quanto mais eu chegava perto, mais curioso ficava, então vi há poucos metros de mim, um fotógrafo conhecido e antigo em manifestações, falando com um rapaz com a camiseta do MBL que apontou para uma entrada no gradil (sim, também tinha gradil lá) e o fotógrafo pra lá, foi...

Fui atrás, guardando distancia e vi que outro rapaz, também com camiseta, falou com o fotógrafo, barrou sua entrada e por lá ficou... Esperei o Fotografo sair, chamei o rapaz para a parte do gradil onde eu estava, observando a cena, ele veio tranquilamente e tivemos o seguinte diálogo:
- Olá você que está credenciando a Imprensa?
    - Sim...
- E qual o critério de acesso?
    - Apresentar credencial, você tem credencial?
- Tenho (apresentei)
    - Então vem...
- Fui...
(sem listas vips só com mídias chapa branca, sem assessoras da assessora de imprensa, sem pulseirinhas de camarote, sem nenhuma frescura... Só pedindo uma simples credencial até pra comprovação, simples e justa de estar ali um profissional fazendo uma cobertura jornalística profissional...)

16h11 - Eu já posicionado em cima do MEGAZORD, comecei a fazer registros lá de cima...

Já de cara, lembrei do MASP, dos banheiros químicos... BANHEIROS QUÍMICOS???? Só to vendo o vão livre, livre e fechado pela tropa do braço... (devem ter ficados viciados nesse posicionamento, mesmo quando não tem manifestantes e imprensa lá no vão livre heheheh)




Buscando esquecer a razão que eu tanto queria chegar no MASP, resolvi focar a atenção na plateia que cercava este carro...



 Sem nenhuma dúvida, a maior e mais interessada até então (e me arrisco dizer, de toda manifestação) e olha que no super carro megazord, "só" tinha a rapaziada (de 18 a 30 e poucos anos) do próprio movimento... Nada de autoridades, celebridades, artistas... Só a moçadinha e suas falas afinadas e bem embasadas (embora eu não concorde com muita coisa ou com muitas abordagens e pontos de vista, mas isto não interessa, pois eu não estava e um debate, mas, sim, cobrindo fatos, acontecimentos e pessoas...).
 

A plateia era grande, divertida e participativa...

Fiquei fazendo registros...

 

Do céu...


E da Terra... (Olha a bandeira que horas atrás me engoliu)




Enquanto esperava o Kim Kataguiri acabar (mais) uma entreevista...


Entrevista finalizada, veio o rapaz, numa boa (16h21), falar comigo...

Falou sobre maioridade e menoridade penal, sobre terceirização do trabalho sobre o desejo do Fora Dilma e, ainda, em um furo de reportagem (que não tem grande valor, pois só estou mostrando agora, quando todo mundo já sabe -preciso definitivamente parar de ser ranzinza, e arrumar um celular pra fazer LIVE) nos contou em primeira mão o próximo passo do Movimento... (ouçam a fala do moço)


 Em seguida...

Voltamos a observar e fazer imagens da manifestação...


com pessoas indo embora, pessoas chegando...


Tropa de Choque parada e desmontada...



Tropa do Braço guardando o MASP



Bandeiras passeando...



Banda tocando...



Faixas...



 Algumas falas dos meninos...

  • Sobre a questão com o Deputado Jean Wyllys


  •  Sobre assuntos diversos


Mais gente indo e vindo...




Mais Choque chegando...


Mais mensagens...


Até que surge, na multidão, uma mensagem que finalmente se mostra imparcial, dentro da sua total parcialidade...


Tudo correndo segundo a tradição, família e... Por volta das 17h00, a peladona (que vocês viram na introdução)  é contida, coberta e levada embora pela PM...

Detalhe no paradoxo do lambe lambe pedindo mais misses, enquanto que na vida real, a guria representando o mais próximo de "mulher objeto" é convidada a se retirar...


Vai entender esse povo né...

Alias, o trio que vem subindo a rua em direção à peladona, não parece um trio de inquisidoras e guardiãs da moral e bons costumes?? Me diverti com as imagens e cenas que fiz na minha mente (com a leitura corporal que fiz...)


O tempo foi passando...


Kim Kataguiri dando entrevistas e tirando fotos...


MASP fechado e SEM BANHEIROS QUÍMICOS!!!



Mais CHOQUE...


Mais Peladonas...



Até que resolvi descer do caminhão (18h00) e seguir o caminho inicialmente por mim estabelecido até a Consolação (parando pelo caminho em algum banheiro químico ou não)

No caminho da descida, dentro do Megazord, parei um pouco no andar do Palco e fiz algumas imagens...

Não parece uma Boy Band????


Imagine o meninos cantando algo do tipo...

To P da vida!!
To vendo a gente tão pra baixo
Um baixo astral um cambalaxo
La la la


Mas não rolou música nem coreografia, aí me despedi dos meninos que estavam fazendo uma groupie (acho que) em comemoração do (merecido) sucesso alcançado no dia ...


E segui rumo à Consolação...

Pelo caminho as pessoas já iam arrumando as coisas...


Afinal já era...


É eu demorei pra descer do caminhão (já já, no final, explicarei o pq...)

Mas até que valeu, pois pude trombar o Sr. Júlio Cesar (eletricista), que estava vindo na direção contrária...


Gostei da cabeça e da postura do rapaz...


Após um pequeno papo, continuei meu caminho, registrei mais um carro de mais um movimento...

 


Segui e trombei com a imagem abaixo...


Fui chegando perto pra fazer uma imagem melhor...


Mais perto...



Também troquei um rápido papo com o rapaz...


Segui até a praça do ciclista...

Registrei as viaturas paradas...


Batia a mão e voltei pela outra mão...

Quando registrei esta fachada que eu adoro...


Parei (18h43) pra entender o que estava acontecendo nesta casa (parecia uma ocupação)


Descobri, com pessoas que de lá saiam, que os donos haviam convidados amigos para, de lá acompanhar a manifestação, como se fosse uma espécie de camarote/festa VIP...

E, informação recebida continuei no caminho de volta (à Consolação) fazendo um balanço do dia de hoje... (18h50)


Andei, andei, até chegar próximo ao MASP (18h52) quando o MEGAZORD estava sendo desmontado...


Fiz imagens...



E por lá fiquei, conversando com Coleguinhas e com membros do MBL...

Neste meio tempo passei por uma situação meio surreal com o "Seu Carlos" que queria pq queria explicar sua teoria do espirro, pra mim e mais uns 7 ou 8 membros do MBL (definitivamente eu atraio pessoas especiais... tsc tsc)

Depois ainda conversei (e conheci) mais esses membros que lá ainda estavam...

E, finalmente (20h43) fui fazer o último trajeto...

Fazendo os últimos registros...



Até realmente ir embora da Paulista e da manifestação...



Notas finais:

  • Tanto em cima do ônibus, quanto no chão (durante a desmontagem do mesmo) pude conversar e conhecer vários integrantes do Movimento Brasil Livre o que acabou por me fazer respeitá-los como pessoas e manifestantes (repito que não concordo com a maioria das FORMAS como eles pensam solucionar os problemas do Brasil, mas, quase como que em um paradoxo, pude constatar a humildade da maioria deles e o -ainda- sincero desejo de consertar os mesmos problemas que afligem muitos outros coletivos -de linhas bem distintas-...)
  • Talvez (não sei e também não buscarei agitar isto), uma reunião/debate de coletivos de esquerda, centro, anarquistas e de direita, devidamente desarmados e sem pedras preconceituosas na mão, fosse interessante para uma caminhada mais efetiva da juventude (enquanto juventude... Sem muitos rótulos e certezas adotadas de pensamentos adultos chatos e cansados) rumo à solução dos problemas reais que apodrecem este País...
  • Sexta feira estaremos cobrindo a saída da tal Marcha (sem sombra de dúvidas)
  • Pra quem não ouviu/viu o vídeo do meu balanço final, vale explicar (também aqui) que a razão do MASP (do vão livre) estar cercado e fechado, se deveu a um aviso (na reunião dos organizadores com a PM) de falha estrutural do prédio, falha esta que teria sido abalada pela massa pulando lá embaixo no dia 15 de março... Ou seja, aquilo poderá vir abaixo (ou não...)

Até a próxima!!!

























Share on Google Plus

About Videoteca do Olhar Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário