[COLUNA] Redução da maioridade, ECA e mi mi mi.

Coluna: Curiando Por aí...
Autora: Karol Oliveira     


De certo modo sou a favor da redução, porém, o país não tem estrutura para isso. Acredito na reformulação do ECA, crianças e adolescentes estão cheios de direitos, mas cumprir seus deveres que é bom, nada, toda ação tem uma reação.

O país acaba investindo muito em repressão e a educação fica esquecida. Professores cada vez mais desvalorizados, escolas que parecem verdadeiras prisões. O engraçado é que para aprovar aumento salarial para parlamentares e contratação de novos assessores o Governo tem dinheiro.

Trabalhei em escola pública de ensino médio,  os alunos hoje não sabem o que é respeito, ainda tive sorte por trabalhar em uma ótima escola, mas infelizmente não é a realidade da maioria, podemos contar nos dedos de uma mão quantas escolas por Diretoria de Ensino do Estado de São Paulo é possível chamar de "boa". O que acontece muito é professores e funcionários sendo ameaçados diariamente, mas a culpa não é desses jovens , nem dos pais, que na maioria trabalham o dia inteiro, a culpa é de um país que prefere deixar seu povo cada vez mais cego, para que continuem enchendo suas contas em paraísos fiscais, com dinheiro público, sem ninguém para reclamar disso.

Como ativista, vi com meus próprios olhos que o trabalho de base, a educação e o incentivo à cultura fazem toda a diferença, falar com eles e não só para eles, todos os dias já lhes dizem o que fazer, mas quantas pessoas os escutam? Quantos escutam o que eles querem ser quando crescer? Quantos se tornam de fato o que sonharam um dia?

Então esse é um momento de luta para salvar a juventude atual e futura desse país e não aumentar a marginalidade,   se o inferno de um presídio já destrói um adulto, o que fará com um jovem que tem tudo pra ser alguém na vida? Mas eu concordo que se com 16 anos pode assumir uma responsabilidade tão grande que é  votar , pode sim assumir as consequências de seus atos. Acredito também na reformulação das instituições para menores infratores, algumas fazem um ótimo trabalho de reeducar adolescentes, mas outras são iguais a um presídio.

Infelizmente sabemos  que na prática, o "playboy" não será preso e condenado, mas sim o negro e pobre da favela. Todos os dias eles já são condenados, em sua maioria recebem pena de morte em julgamento de minutos, o que acontece de fato na periferia não está no Tropa de Elite e nem na novela das 19h, quanto a verdadeira realidade, a maioria prefere fechar os olhos e fingir que não vê.

Enfim, esse é um assunto para uma longa discussão de diversas opiniões, mas todas corretas serem pontos de vista diferentes. Em alguns casos só o velho mi mimi de sempre preciso o diálogo e se atentar as brechas e contradições dessa e de tantas outras leis.



Share on Google Plus

About Karol Oliveira

0 comentários:

Postar um comentário