[RELATO] Ato do Dia Internacional dos Povos Indigenas (09 de agosto)

Texto e imagens: Ribas Machado
Imagens: Luly Fernandez


Bom, então...
Se você, ontem (dia 14 de agosto de 2015) ficou parada/parado no trânsito, a noite, na região da Avenida Paulista, em São Paulo, saiba que foi por uma boa razão...


Não! Os povos indígenas do BRASIL não estavam se manifestando pela redução da passagem de ônibus, ou pelo Passe Livre, não...

Na verdade em pleno 2015 eles ainda sofrem e lutam contra uma série de pautas muito sérias e, infelizmente muito tristes e, justamente em função disto, ontem ocorreu o:


Como o próprio texto do evento explicava:
"Nos 20 anos da instituição do 09 de Agosto como Dia Internacional dos Povos Indígenas, nossas organizações, a Articulação dos Povos indígenas do Brasil (Apib), a Comissão Guarani Yvyrupa - CGY e a Articulação dos Povos Indígenas da Região Sudeste (Arpinsudeste) convocam ato na sexta-feira (14/08) às 16H30 no Vão Livre do MASP, Avenida Paulista, para marcar a data como mais um dia de luta na vida dos povos indígenas do Brasil.

Mais do que comemorar a conquista de um dia internacional, o ato é uma forma de denunciarmos os ataques sistemáticos do Estado brasileiro aos direitos dos povos indígenas. Após 26 anos da promulgação da Constituição Federal de 1988, continua a paralisação das demarcações no poder executivo e o consequente agravamento dos conflitos e da violência contra os povos indígenas. No judiciário, avançam interpretações reducionistas da ocupação tradicional dos territórios, revisando direitos consolidados pela Constituição Federal. No Congresso Nacional se intensificam os ataques através de Projetos de Lei e Propostas de Emenda Constitucional, que buscam impedir a demarcação ou rever regularizações consolidadas, em favor da permanência de invasores, da abertura das terras indígenas para a exploração da iniciativa privada e implantação de grandes empreendimentos.

Após lideranças da APIB denunciarem na sede da ONU em Genebra os frequentes ataques do Estado brasileiro aos direitos dos povos indígenas, nessa última terça-feira (11/08) fomos noticiados de mais uma tentativa de acabar com nossos direitos movida pelos políticos representantes dos interesses de grandes empresários. Noticiadas como um pacto do Governo Federal com o Senado, encabeçado por Renan Calheiros, as propostas falam em revisão dos marcos jurídicos que regulam áreas indígenas para compatibilizá-las com atividades produtivas, simplificação no licenciamento ambiental para obras estruturantes do PAC, revisão do marco jurídico do setor de mineração, além de outras que certamente afetarão os direitos dos povos indígenas e outras populações tradicionais.

As mais de 150 lideranças indígenas de todo o Brasil, em São Paulo por ocasião do II Fórum Nacional das Culturas Indígenas, estarão nas ruas em apoio à luta dos Guarani Mbya do município de São Paulo pela portaria declaratória de demarcação da Terra Indígena Tenondé Porã e pela garantia da efetivação dos direitos originários na Terra Indígena Jaraguá, já demarcada pelo Ministério da Justiça, e que aguarda a demarcação física da área pela FUNAI.

Lembraremos que nos quatro cantos do país os povos indígenas resistem. O agravamento da violência contra os Guarani e Kaiowá por parte de pistoleiros a serviço de fazendeiros no Mato Grosso do Sul, o assassinato de lideranças Kaapor por madeireiros no Maranhão, os atentados armados contra lideranças Kaingang no Rio Grande do Sul, nada disso pode nos calar.

Diante de todos os ataques e carregando uma longa história de resistência indígena, no dia 14/08, às 16H30 estaremos no Vão Livre do MASP, Avenida Paulista, demonstrando que juntos somos muitos e não aceitaremos perder nossos direitos tão duramente conquistados por nossos antepassados."

Aí eu pergunto, dava pra ficar em casa? dava pra não ir ouvir o máximo do que eles tinham a dizer?

Pois é... Não dava e, lá fomos eu e a Luly pro MASP, acompanhar o evento...

Vale dizer que não foi uma tarefa muito fácil, vínhamos nós no sentido Paraíso/Consolação, caminhando pela calçada (do lado do MASP) e quase na esquina (antes do MASP -masp, masp, masp masp, quanto eco Ribas!!! Menos!!!!-) tivemos que passar no meio de um punhado de senhores e senhora com megafone, fantasiados com roupas camufladas, defendendo a intervenção militar e chamando para o ato de domingo próximo, dia 16 (vulgo, amanhã), prefiro respeitar e não comentar nada mais além disso, vai que é doença não é mesmo...

Passamos por eles, amedrontados com a ideia de que eles tivessem assustado os índios, mas o medo logo passou, quando alguns passos em frente, olhamos para dentro do vão livre e lá estava o início do ato indígena (sim, chegamos na hora...)


Entramos no vão crentes que iríamos ter os primeiros contatos com o evento, quando surge (literalmente) um sujeito na nossa frente...

Antes de entendermos bem o que era mais este obstáculo, o rapaz se oferece para fazer alguns truques de mágica para nós (eu adoro mágica heheheh) paramos e ficamos assistindo... E não é que o sujeito era muito bom!!


Como vocês devem ter visto, ele se chama "O Nômade" e quem quiser o contato dele pra festas e eventos, mande e.mail para nomadeace@gmail.com (não vamos ganhar nada com isso, mas, ele, como todos os BONS artistas da rua, merecem divulgação sempre, por aqui)

Após o pocket show (que, repito, gostei muito e mesmo sendo um estudioso do tema, não saquei os truques)

Conseguimos finalmente avançar para o evento...

Fomos vendo as faixas, cartazes...




 
 



Que foram servindo de decoração para a grande Geodésia montada lá no vão...


 

Geodésia, está, que serviu de local para muitos pronunciamentos...






 Atos, danças, cantos...





E tudo seguia correndo muito bem, enquanto o tempo ía passando e mais e mais etnias iam chegando no vão livre do MASP (sim, vocês leram bem, etniaS... Tinham povos de vários locais e Estados do nosso País, a riqueza de culturas era enorme!!)

Entre um pronunciamento, uma dança, uma conversa aqui, outra ali, fui encontrando coleguinhas, conhecidas, conhecidos, e lideranças Guaranis de outros eventos...

Tais lideranças, sempre gentis e brincalhões (como quase todo Guarani) arrumaram um espaço (como sempre fazem para conosco) nos seus atos como lideranças...

 Ou em seus momentos de raro descanso...


Para falar um pouco conosco (com vcs) e dar um recado, como vocês podem ver abaixo na fala do Trio:


 




Entre um registro e outro, as conversas iam fluindo, mais etnias chegavam e gentilmente davam um recado para o MLI...



Mais conhecidas e conhecidos apareciam (Até o Walmor deu o ar da graça hehe) e, aos poucos, já por volta das 19h00, os povos e as individualidades começaram a se agrupar...





Começaram a fechar a Avenida Paulista (primeiro as duas pistas, depois só a pista sentido Paraíso/Consolação)


E saíram em caminhada rumo à Consolação...

Momento em que (por volta das 19h20), desejamos sorte ao (grande) grupo e colocamos o pé na estrada rumo a outras obrigações marcadas que não podiam ser colocadas de lado...



Vale informar que a caminhada foi tranquila, até pq não se viu a PM, e suas tropas, por perto...

E, segundo apurado, só teve um pequenino problema com um motoboy mais stressado/apressado (problema logo resolvido).

Vale contar também que tivemos várias promessas feitas por coleguinhas, no sentido de que podíamos ir embora tranquilos pois eles nos mandariam relatos e imagens da caminhada mas, como vocês devem saber, o dia de hoje (dia 15 ago 2015) foi muito abarrotado de eventos e amanhã (16 ago 2015) tem o ato na Paulista da dita ou preconceituada Direita, portanto o silêncio destes é plenamente normal...

Caso o silêncio seja quebrado e as imagens/relatos apareçam, aqui eles serão publicados, caso não, fica a dica: Tentem ir no próximo ato/evento/manifestação indígena que vocês souberem, pois, além deles merecerem TODO O APOIO, vale dizer que ao vivo, interagindo, é muito mais batuta!! 

Você até sai todo esfumaçado hehehhe Mas vale muito a pena!!

Até a próxima (que será domingo)

Borandar!!






















Share on Google Plus

About Videoteca do Olhar Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário