[RELATO] Dia Mundial da Deusa - Parque do Ibirapuera, São Paulo 06/09/2015

Texto e Imagens: Tyrfang Hollydragon



Boa noite, ou bom dia já que passam das zero horas

Depois de um longo e tenebroso inverno seco e quente eis-me aqui de volta as paginas do nosso querido blog para relatar um dia ímpar e bastante diferente das minhas habituais postagens.
Sim amiguinhos, nada de palavras de ordem, ou indignações geradas pela odiosa raça humana, vamos falar de tecpix, ou melhor, vamos falar de religião, ou melhor ainda, vamos falar de uma mobilização religiosa que aconteceu ao redor do mundo. Sim isso mesmo o que você leu: "Ao redor do Mundo", em mais de 154 localidades espalhadas pelos 5 continentes no mesmo dia, celebrando Antigos Caminhos Religiosos, celebrando algo que faria a "bancada evanjegue" do Congresso ficar de Bíblia em pé, dizendo tá amarrado em uníssono por três dias seguidos ajoelhados na sarça ardendo. (não dá eu sei, eu tento deixar ele de fora, mas o sarcasmo está impregnado em mim).

Milhares de pessoas ao redor do mundo celebraram ao mesmo tempo,na mesma data, o Dia Mundial da Deusa, um projeto capitaneado pelo escritor e sacerdote wiccaniano Claudiney Prieto, que há dois anos lançou no Brasil esse projeto, e nesse ano teve uma adesão maciça de localidades espalhas pelo globo todo, um sucesso, o que mostra que os novos caminhos religiosos vem crescendo, onde todos apenas acreditam que existem apenas os tradicionais monoteísmos radicais, aqui vemos a pluralidade e a diversidade de crenças e práticas politeístas e panteístas no novo paganismo.

Com certeza a maior vertente no Brasil é a Wicca, ou Bruxaria Moderna como alguns chamam, fundada na década de 1950 pelo bruxo inglês Gerald Gardner e que se espalhou por todo o mundo ocidental criando uma vasta gama de derivações e variações tantas quantas existem deuses e deusas antigas para se cultuar, embora tantos outros caminhos neopagãos existam e continuamente venham sendo reavivados mundo afora, haja vido o Dodecateísmo Helênico, o Asatru e o Odinismo nórdicos e o Neodruidismo celta, entre centenas de outros.

Pois bem, no domingo por volta das 14:00 horas este que vos escreve chegou ao parque, o evento começaria as 11:00, mas ninguém merece acordar cedo (esse aqui pelo menos, mas isso é ilusão afinal de contas tenho um nenem de dois anos em casa e dormir até tarde se tornou lendário).
Portão 09, seria meu destino final, próximo ao Viveiro Manequinho Lopes. Atravessei o parque, depois de ser assaltado em R$ 10,00 por dois cartões de zona azul, (a tradicional extorsão publica velada), e encontrei mais ou menos uma centena de pessoas já acomodadas, sentadas em roda, ouvindo o idealizador do projeto C. Prieto, em uma vivencia sobre Chakras. Todos muitos concentrados e sensibilizados com momento. Bruxo velho, passei a cumprimentar todos os antigos conhecidos que estavam ali, também empenhados em acompanhar a vivencia e, em tirar fotos, e colocar fofocas religiosas em dia.

Dá-lhe cânticos sagrados e visualizações de energias dos chakras por mais umas duas horas.

O publico extremamente concentrado participou ativamente de todas a propostas do evento, e nem os barulhentos Otakus que se reunião no lado oposto ao evento e gritavam como se não houvesse amanhã pareciam incomodar a mobilização.

Ao redor haviam muitas cangas e toalhas, alimentos para compartilhar, crianças brincando ( nova geração já criada dentro dos preceitos do neopaganismo), e de cara encontro nossos amigos Jova, seu consorte Marcos e o filhote de quatro patas empenhados nas tarefas do evento. Mais a frente Mandy também empolgadíssima com sua maracá indígena, parecia ir e voltar das meditações com a maior facilidade do mundo.

Pronto, uma reunião do Coletivo MLI improvisada bem ali. Jovens revolucionários e cheios de fé.

Depois da atividade, tivemos diversas pequenas mobilizações: uma troca de livros esotéricos, um sorteios de livros do Autor, doação de florais, fotos e selfies para quem te quero, e voltamos as atividades, com uma grande dança espiral com todos o presentes e uma sequencia de musicas cantadas a plenos pulmões por todos participantes.

Até um ciclista que passava por ali, ficou parado sobre sua bike e entrou na vibe, de braços erguidos e olhos fechados, só foi embora quando tudo acabou.

Tivemos uma sessão recados, e esse que vos tecla aproveitou para divulgar o evento do Dia do Orgulho Pagão, no qual sou organizador em São Paulo, rolou também um sequencia de desabafos do organizador acerca de diversas críticas publicas feitas ao seu trabalho público ( tem muita gente que realmente poderia estar carpindo um terreno).  Enfim, mais musica e batidas de tambor porque o evento estava acabando.

Um dia inesquecível, Onde o Sagrado Feminino foi celebrado ao redor do mundo. Dia de rever grandes amigos, e de quebra ainda mostrar para sociedade como um todo a possibilidade de coexistência pacifica e de tolerância religiosa harmoniosa.

Que venham os próximos Dias Mundiais da Deusa

Vejam aqui algumas fotos do evento feitas por um grande amigo Elpídio




Na foto da esq p/ dir. Jova, Mandy, Marcos e Tyrfang
no colo da Jova, Ribas.
Share on Google Plus

About Tyrfang Hollydragon

0 comentários:

Postar um comentário