Vandalismo Estatal em favor do aumento da tarifa! (PARTE 02)

Texto e Imagens: Ribas Machado



É...

Pois é...

Chego em casa, ainda com os olhos ardendo e a garganta arranhando, ligo o PC pra começar a escrever estas linhas e vejo no El País, na EBC Agência Brasil, e em vários outros veículos, até no G1, que por volta das 21h00, enquanto muitas pessoas ainda estavam sofrendo violências estatais lá pela região do Municipal/Prefeitura/Anhangabaú, o Secretário de Segurança de São Paulo, Sr. Alexandre de Moraes, em coletiva dada pra imprensa, soltava algumas pérolas do tipo:

"Moraes disse que a PM começou a jogar bombas na esquina da 
Avenida Paulista com a Rua da Consolação porque 
manifestantes tentavam romper um bloqueio montado 
para impedir a passagem para a Avenida Rebouças" (G1)

"São 2 mil pessoas tentando romper um bloqueio. 
Para que se evite a necessidade do confronto pessoal, 
para que se evite a necessidade do uso da força pessoal, 
que isso pode deixar os manifestantes machucados, 
foram usadas as bombas para dispersar." (G1)

"Secretario de segurança pública Alexandre Moraes 
afirma em coletiva de imprensa que manifestantes 
deverão informar o percurso da marcha previamente 
e cumprir o roteiro. Se isso não for feito, haverá 
'uso da força progressiva'" (El País)

"Segundo Moraes, a polícia convidou os manifestantes
 para, antecipadamente, apresentar o percurso da 
manifestação. Conforme o secretário, o MPL não 
informou com antecedência o trajeto e, por essa razão,
 a polícia decidiu por quais ruas 
a passeata deveria seguir." (EBC)

Aí eu cismei de mexer na minha biblioteca e achei (confesso que foi difícil pois "esta obra" nunca foi um livro de consulta pra mim, sempre preferi leituras mais densas) a 30ª edição do manual de direito constitucional do Sr. Secretário, onde em sua página 83 "ele ensina":
"17.1 Desnecessidade de autorização da autoridade pública e interferência da polícia
A Constituição Federal determina que o direito de reunião deverá ser exercido independentemente de autorização; assim, veda atribuição às autoridades públicas para análise da conveniência ou não de sua realização, impedindo as interferências nas reuniões pacíficas e lícitas em que não haja lesão ou perturbação da ordem pública. 
Isto não exclui, por óbvio, a necessidade constitucional de comunicação prévia às autoridades a fim de que exercitem as condutas a elas exigíveis, tais como a regularização do trânsito, a garantia da segurança e da ordem pública, o impedimento de realização de outra reunião.
Como ensina Manoel Gonçalves Ferreira Filho, se a intenção policial for a de frustrar a reunião, seu comportamento é até criminoso. (FERREIRA FILHO, Manoel Gonçalves. Curso... Op. cit. p. 259
Por fim, anote-se que nas hipóteses excepcionais do Estado de Defesa (CF, art. 136, § 1B, I, á) e do Estado de Sítio (CF, art. 139, IV) poderá haver restrições ao direito de reunião, ainda que exercida no seio da associação, permitindo-se inclusive, neste último caso, a própria suspensão temporária deste direito individual."

Após comparar as "doutrinações do Sr. Doutrinador" a única coisa que consigo concluir (após tomar um anti ácido) é que realmente o poder apodrece as pessoas e, para nele permanecer e (ou) agradar os que estão acima hierarquicamente (e com uma canetada, podem acabar com o "puder" dado em confiança), fazem/falam de tudo.

Com estas e (muitas) outras, fica até difícil julgar fardadinhos pois, se um doutrinador faz/fala de tudo para manter o carguinho e as graças com o puder, ousar sonhar com o dia em que fardadinhos conseguirão pensar e seguir as leis e a Constituição do País contra ordens absurdas de governantes emburradinhos, aí, já é uma utópica utopia ficcional!!!

Com estas, e (muitas) outras, temos, tivemos e teremos atos/situações como a de hoje...

Bom...

Pra quem não sabe, hoje deveria ter ocorrido o 2º ato do MPL contra o aumento da tarifa de ônibus e metrô, aumento este perpetrado pelo Governo do Estado de São Paulo e pela Prefeitura do Município de São Paulo.


Na chamada/aviso/COMUNICAÇÃO PRÉVIA veiculada pela rede social Facebook, do ato que DEVERIA TER OCORRIDO hoje, o MPL trazia o seguinte texto:

"Não são bombas, balas e prisões que vão nos impedir de barrar esse aumento.

JÁ ESTAMOS PAGANDO R$3,80 nos ônibus, metros e trens. A repressão conjunta dos governos municipal e estadual deixaram bem claro que eles querem nos fazer pagar pela crise e manter o lucro dos empresários.

Enquanto isso, o busão e o metrô seguem lotados, o transporte continua servindo apenas para levar e buscar (e muito mal) do trabalho e nosso acesso à cidade e nosso direito de ir e vir continuam sendo mercadorias das mais caras.

Só a luta muda a vida, e é bom que Haddad e Alckmin tenham vindo preparados para a briga, porque nós vamos barrar esse aumento. A população não vai pagar pela crise dos ricos e nenhum centavo a mais vai sair do nosso bolso pra enriquecer ainda mais os empresários!

Convidamos geral pra continuar essa luta em seus bairros e no ato de terça feira!

TRÊS E OITENTA NEM FODENDO!
AMANHÃ VAI SER MAIOR!
TODO AUMENTO É ROUBO, E NÓS VAMOS REAGIR!"

Pois bem...

Comunicação prévia dada, PM previamente comunicada, e presente em peso, lá fui eu pra ver como seria o dia de hoje...

Confesso que atrasei um pouco (pois aparentemente algumas linhas de ônibus sumiram), mas quando consegui chegar perto da concentração, não consegui chegar na concentração pois...




Como pouco dá pra ver na imagem acima, na altura da rua Bela Cintra, a PM havia feito um "muro humano" por toda a Paulista.

Alias, comparar aquilo com um muro, não é exagero pois NINGUÉM podia passa pra lá ou pra cá...

NINGUÉM!!! Imprensa, cidadãos de bem contra a denta, pessoas que tinham selfies com a PM em manifestações de domingo feliz, NINGUÉM!!!


O Jeito (até orientado por tijolinhos do muro, era dar a volta...



E lá fui pela esquerda (sou os coraçõezinhos verdes) bem alegre e feliz, peguei a Bela Cintra, virei na Alameda Santos, virei na Rua da Consolação e... Ops!!
 

Mais um muro!!!!

Só que este muro (feito pelas motos) tinha umas brechas (desde que vc quisesse ir pra concentração -acho que pro sentido contrário a passagem não era permitida-) e consegui, finalmente chegar na concentração do ato que DEVERIA ter ocorrido hoje...

Dei uma olhada rápida na concentração (raio azul -estou lúdico hoje não é???-) e fixei residência perto do Ibis Budget Hotel.


O clima estava terrível, até que por volta das 19h10 o ato, completamente cercado, que pretendia desde o início, se locomover para o Largo da Batata começou a andar...

Mas no início do caminho tinha um muro...

E este muro tinha ordens para não deixar o ato andar para onde o ato havia avisado que iria andar (tanto havia avisado, que o muro havia sido criado... tsc tsc)

Aí começou um impasse mas, da onde eu estava, parecia que estava sendo solucionado pois as bandeiras e faixas (pareciam que) avançavam...

Nisso, quando eu estava quase pronto para começar a acompanhar o trajeto do ato que (estava pra começar a andar e que) tentava "começar pacífico", a tropa do braço surgiu/avançou afunilando (mais ainda) o ato e, então, vândalos fardados, emburradinhos com o fato da massa não aceitar/ligar para as "ruas, escolhidas por eles, por onde a passeata deveria seguir", começaram a, gratuitamente, jogar MUITAS bombas de gás, dar tiros com bala de borracha e avançar com "sprays de pimenta" escudos e cassetetes, pra cima da massa que, sem entender nada, correu desesperada pra onde conseguia (pois tudo estava cercado).
  • Este vídeo do PSTU, mostra boa parte do início do vandalismo estatal;
  • Este outro vídeo do Território Livre mostra todo o início do caos, numa tomada aérea fenomenal onde se pode ver claramente os "black blocs estatais" (da dir pra esq, embaixo) se posicionando para vandalizar o ato pacífico.

E não pense você leitor, você leitora, que acabou aí... 

NÃO!! Logo em seguida os "muros" foram avançando, mais e mais fardados foram surgindo de todo lugar, viaturas de quatro e duas rodas surgiam aos montes e toda uma sádica caçada foi iniciada e mantida até por volta das 22h00 da noite.

Como resultado, MUITOS FERIDOS


Tantos feridos que (eles próprios) acabavam se sensibilizando com os que estavam pior e cediam seus lugares, suas vezes nas (raras) ambulâncias que apareciam nos espaços criados pelos socorristas (do GAPP) nas poucas e (também) raras "zonas frias" em que eles conseguiam trabalhar!!


Muitos detidos, muitos revistados, muitos violentados física e psicologicamente (dentre estes/estas, muitos jornalistas que só estavam trabalhando...) como se pode ver nos vídeos (gentilmente cedidos) das jornalistas...



  • Vanessa Barbara (escritora premiada e... Bom, descubram!)



E MUITA polícia!!!!


No fim, fim!!

Fecho com um (de muitos) comentário, proferidos pelas redes sociais e veículos de imprensa, de um (de muitos outros que comentaram também) jornalista experiente e acostumados com a RUA:

"Foi um massacre. Bando de covardes. Tinha senhoras, crianças. O que a ROTA estava fazendo na manifestação??????" (M.D)

Realmente foi um massacre, uma selvageria, um vandalismo monstruoso perpetrado por pessoas que não pensam (só cumprem ordens cegamente e parecem não ter sentimentos), ordenadas por outras pessoas que (até por pensar) confirmam não ter sentimentos e respeito pelo ser humano!!

E isto tudo pq????

Pq o ato OUSOU COMEÇAR a andar 
pelo trajeto 
que havia decidido (e avisado) trilhar!


Até a próxima (que será quinta feira)

Share on Google Plus

About Videoteca do Olhar Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário