Campanha: #‎CosplayIsNotConsent‬

Coluna: Machadadas
Autor: Ribas Machado


É...

Pois é...

Em janeiro de 2011, após a ocorrência de diversos casos de abuso sexual em alunas da Universidade de Toronto, um policial de nome Michael Sanguinetti orientou as mulheres a que elas "evitassem se vestir como vadias (tradução livre), para que, dessa forma, não se tornassem novas vítimas". Esta declaração/orientação deu origem em 03 de abril de 2011 à primeira "SlutWalk" ("Marcha das Vadias"), ocorrida em Toronto. 

De lá pra cá esta marcha já se espalhou em vários países e, infelizmente, também, já se desvirtuou e, a frase do policial canadense, por muitas vezes (e lugares), já foi usada para gerar um sentimento de ódio/repulsa contra todos os homens, o que acaba afastando apoio à causa (inclusive de mulheres) e até diminuindo-a  em seu apelo e razão original.

Mas, como nada é totalmente bom, ou totalmente ruim (nem a frase do tal policial, afinal de contas, por mais QUE AS MULHERES NÃO TENHAM NENHUMA CULPA de porventura terem sido vítimas de algum/alguma doente, a sabedoria popular ensina que é "melhor prevenir do que remediar" e, infelizmente, existem seres humanos podres que se tiverem a oportunidade irão fazer o mal para outros seres humanos, independentemente de campanhas e marchas batutinhas), este ocorrido e esta marcha acabou servindo, tempos depois (por volta de 2013), para acordar um específico grupo de pessoas que pelas mesmas razões (roupas -ou falta de-), sofriam do mesmo problema (assédios e abusos sexuais). 

Este grupo, é um grupo que eu, particularmente gosto muito. Estou falando dos/das Cosplayers! 

Pouco a pouco começaram a surgir relatos de cosplayers sendo tocadas, agarradas, ofendidas verbalmente e até agredidas física e sexualmente por estarem vestidas como algum personagem específico que usa trajes (na origem do personagem) criados para seduzir o público masculino e conseguir mais adeptos para aquele anime, filme, série, mangá ou jogo... (ou simplesmente por serem mulheres, ok!)

É verdade que aqui, como lá, a orientação do infeliz policial tem lá algum cabimento, pois se alguém tem a discutível ideia de se vestir como um personagem que usa roupas originalmente criadas, desenhadas e estudadas para seduzir homens (em regra, em um mundo ainda machista), tais pessoas terão mais dificuldade em lidar com tarados, doentes e pessoas com problemas sociais/mentais que serão seduzidas por aquele visual (feito especificamente para seduzir), do que se por acaso se vestissem com roupas não feitas/criadas/desenhadas para este fim.  Então, um primeiro passo para EVITAR encheção seria optar por outras escolhas de cosplay pois seja pela roupa (ou falta de) seja pela personalidade da personagem, INFELIZMENTE a verdade crua é que essas escolhas pesam nas estatísticas, e ...

Acreditem! Estes tarados, doentes e pessoas com problemas sociais/mentais existem e, alguns, estão inclusive usando cosplay, prova disso é que até um dos cartazes oficiais desta campanha, tempos atrás, foi photoshopado e veiculado na internet em uma versão doente e estupidamente preconceituosa (veja abaixo, a imagem da direita)

Original                                                                      Falso

E, não!! Não estamos dizendo que o corpo feminino seduz naturalmente, ou que mulheres que mostram o corpo devem ser assediadas e atacadas, não!! Mas também não podemos nem temos o direito de esconder o dia a dia real!

Não sejam ou façam sabotagem ou auto sabotagem pseudo intelectual, leiam o que está escrito, por favor... Alias, releiam acima, quando citamos personagens, especificamente criados/estudados/testados para seduzir!! (sim, isto infelizmente existe!! Acreditem, existem estudos acadêmicos e profissões que só pensam em como criar apelos e seduzir o público para este ou aquele produto. Você não escolhe este ou aquele produto -e até candidato- por acaso, os produtos não são colocados em tal ou qual lugar nos supermercados por acaso, não...). É verdade que você se vestir como a mais hardcore personagem de Hentai não dá o direito a ninguém de ter com você nenhuma liberdade, mas... Também é fato que se você se vestir assim terá muito mais trabalho para evitar idiotas que não pensam assim...

Portanto, cuidado com sua próxima escolha... Não que (REPETINDO) esta ou aquela escolha permita que doentes tomem liberdades, NÃO!!!!!! E este é justamente o lema da campanha de 2013 "Cosplay/Costume Is Not Consent‬" mas, esta ou aquela escolha, poderá SIM lhe causar mais ou menos dor de cabeça pois dependendo dela, os doentes acharão que podem tomar mais liberdades seja pela roupa ou até pela personalidade do personagem...Posso não ser mulher, mas sei o que os "moleques" pensam e falam, também vejo as próprias gurias tachando as demais de """cosputas""", portanto...

Mas, ok! A enorme maioria das pessoas que SEM QUERER escolhem (e tem todo o direito de fazê-lo) se vestir dessa forma, não o fazem com este intuito, simplesmente escolhem estes personagens pq são fãs e os querem homenagear... E mesmo àquelas que escolhem propositadamente se vestir como """cosputas""" (termo pejorativo que será trabalhado nas ideias finais -que até poderia gerar uma "Marcha das Cosputas"-), ou colocar um decote menos lúdico ou escolher (propositalmente) a versão mais picante daquele personagem, visando "se dar bem" no evento, não o fizeram necessariamente para que qualquer imbecil (homem ou MULHER) se aproveite da situação para sanar alguma frustração de conseguir tocar na pele de outro ser humano. Alias, para quem não sabe, até "prostitutas" podem ser vítimas de estupro...

Por estas, e muitas outras, acho que vale, neste espaço, dar o meu upgrade na campanha de 2013 e colocar algumas ideias para que este povo batuta, que eu adoro, possa ficar um pouco mais livre e seguro nos eventos que tanto gostam de participar.

Farei isto dividindo em grupos... Borandar??? Legal!

Pois bem...

  • Para os organizadores de evento:
 - Gastem um pouco mais (com aluguel de espaço) e evitem eventos gratuitos (deem vips para todos os que estiverem de cosplay, forem de comunidades específicas, sejam cadastrados em algum mailing, estejam de alguma forma caracterizados com alguma camiseta, peça de roupa, sei lá mas...), evitem eventos onde qualquer grupo de curiosos/curiosas que estiverem passando na rua possam entrar e sair e entrar e sair... Busquem preservar mais seu público alvo e os proteja, os blinde em um espaço batuta onde eles poderão se sentir seguros para se divertir e viver seus personagens... 

- Treinem seus staffs, criem pontos de apoio e segurança para ajudar vítimas de assédio, criem e coloquem cartazes desabonando práticas doentias e criminosas e, comprovando a situação, chamem a polícia e deixem ela lidar com o caso...

- Tomem muito cuidado com denuncismos de má-fé gerados por ciúme, inveja, raivinhas e picuinhas e, ocorrendo algo, polícia também, pois denunciar falsamente um crime também gera delegacia...
- Não proíbam/filtrem cosplayers pelos seus trajes, isto acaba fortalecendo a cultura, podre, medíocre, infantilizada e até criminosa, da "menina séria" x "cosputa", fortalece a cultura da "tá pedindo pra ser estuprada", da "se vestindo assim, queria o que?", "passou por isso pq tava pedindo"... Evitem estes pré julgamentos! Se alguém AGIR de maneira errada e até ilegal, retirem do evento, mas usar o cos de um personagem, que se mostra mais, não é crime, pecado, errado... Pode ficar estranho, feio, ridículo até mas... Não alimentem a cultura do estupro!!
- Tenham, no evento, palestras de conscientização sobre o problema (acréscimo levantado pela Maid Karina). O Sesc Interlagos, está de parabéns neste quesito, registre-se...
  •  Para as/os cosplayers:
 - Pensem e repensem (no pq de) suas escolhas de personagem, pois, ok! Vocês podem ir de Vampirella, Barbarella ou até mesmo de Druuna (sim, eu sou um geek jurássico) e NINGUÉM terá direito de tomar nenhuma liberdade com vocês por causa disso, mas, vamos combinar, só entre nós, que doentes, tarados e frustrados sociais/sexuais, são doentes, tarados e frustrados sociais/sexuais e, portanto, não costumam obedecer/seguir, muito fielmente, regras sociais... Logo, se querem paz, dependendo do evento, a prevenção sempre é uma boa política...
- Não virem a cara de lado, e apertem o passo para se afastar, caso vejam algo acontecendo com alguém perto de você, ao contrário, cheguem perto, filmem, fotografem ou simplesmente sirvam de testemunha ou companhia (pois covardes geralmente buscam vítimas solitárias ou em condições desfavoráveis);

- Parem com muito julgamento e pré julgamento dos outros/outras, parem com isto de "cosputa" pra lá e pra cá, se uma guria (infelizmente o % maior destes problemas ocorre com mulheres) esta chamando mais a atenção de todos ou até ganhando mais concursos que você, isto está ocorrendo por ela ESTAR melhor que você, simples assim, trabalhe mais (ou até mude) seu cosplay se a intenção é competir, e se não for, viva e seja feliz com você mesma, seus defeitos e seus personagens mais vestidos... 

- Parem de se vender/se facilitar por uma foto, uma sessão de fotos, um troféu de um concurso, um espaço maior em uma matéria ou um canal youtube, e não estou sendo puritano não, simplesmente isso acaba gerando uma ideia generalizada e jogando na lama do desrespeito toda a patota de vocês... Aqueles/aquelas que querem viver disso e (ou) competir busquem melhorar seu cosplay, pensem se o cos escolhido é o mais adequado ao corpo/fisionomia de vocês, vejam se vocês tem a personalidade/corpo do personagem, trabalhem postura, atuação, maquiagem, busquem fazer o melhor e, ACREDITEM, as coisas começarão a acontecer...
- Quando incomodadas, com educação (pois as vezes não é maldade, só vacilo), digam NÃO se não adiantar e o não não for respeitado, deem berros/chamem a atenção, não se fechem envergonhadas, não achem que aquilo é normal, se imponham, peçam ajuda, falem com seus pais (em caso de assédio e stalkers fora dos eventos), chamem staffs, filmem, fotografem e, acreditem, mulheres também se aproveitam de mulheres, portanto, se estiverem desconfortáveis, sinalizem claramente e coloquem limites... Não estou dizendo para se tornarem histéricas/histéricos cheios de não me toque, mas também não sejam boboquinhas que acham que vão se queimar, e ficar faladas/falados por agirem contra fulano ou beltrano...

  •  Para fotógrafos e profissionais de mídia:
 - Sejam profissionais!
- Não sejam imbecis, tarados, medíocres preconceituosos, frustrados emocionais e sexuais e, com isto, não estraguem esta cultura tão bacana. Querem tocar em alguém que não conhecem, existem clubes e "cafés" onde, pagando o preço, vocês terão esta permissão, querem fazer/ter/colher imagens sensuais/sexuais de mulheres (ou homens) para suas taras escrotas, usem o google e os redtube da vida, mas não sejam otários.

  • Para todos os demais que estejam lendo isto:
 - Saibam/lembrem e espalhem que...
 e...






Share on Google Plus

About Videoteca do Olhar Imparcial

1 comentários: