Virada Cultural 2016

Texto e Imagens: Ribas Machado
Imagens: Letícia (Aishiteru)


 

 
É, pois é...
Como no ano passado, tentamos o "credenciamento oficial" mas, a resposta padrão foi a mesma:
Prezado,
            Infelizmente, não foi possível credenciá-lo para esta edição do evento.
A Virada Cultural é um evento público, aberto e acessível a todos. Contamos com a sua compressão e esperamos que você aproveite a festa!

Comunicação
Virada Cultural
Eu sempre acho graça em coleguinhas se prestando a fazer isto (esse tipo de "credenciamento"/pegadinha do malandro), mas como não sou ninguém pra julgar as (pra muitos, únicas) formas que alguém consegue ter para ganhar algum trocado, deixa eles lá no "puder" selecionando quem interessa (para obter/manter patrocínio, ou alguma matéria plantada) ou quem lhes é ordenado (por algum aspone que faz esse meio de campo para políticos em geral...) e borandar, pois mesmo sem papelzinho no peito, eu e a Letícia (Aishiteru) 21h20, nos encontramos na Anhangabaú e, fomos passear pelas ruas do Centro (de SP), vazias e fedendo a urina...

Alias, vale dizer que a nossa pauta começava antes disso...

A única atração que nos havia interessado era o...


Realmente havia me programado pra ir prestigiar o "Circuito Geek" no sábado (até pq amanhã -domingo- rolará a segunda edição do evento GEEKTION), mas caiu o mundo (temporal) no período das atrações principais (show, desfile cosplay...) e, também em função de manifestações e ameaças de greve, o trânsito ficou um caos... Aí, não consegui chegar (e acabei desistindo de passar lá depois, ainda a tarde)

Seja como for, fica aqui os parabéns ao povo da Cosgamers (Idernani e Charlie) e aos guerreiros que compareceram (parece que ocorreu um concurso/desfile com 25 cosplayers) mesmo com todo o caos que ocorreu na cidade e, tocaram a programação com profissionalismo que era composta de:
 
*SÁBADO*

*13h - Abertura da Virada Cultural Circuito Geek*

Auditório

14h - Desfile Cosplay
15h - Dj Androide 17
(Premiação Cosplay)

*Festival Anime Sato*
16h - Diabolik Lovers
17h - High School of Death
18h - Devil May Cry

Em todos os horários das 14h às 23h59min áreas temáticas (Stúdio Cosplay, Dance Party, Instituto dos Quadrinhos, Show de hipnose com Rafael Carvalho, Exposição de Animes e Palestra com Fã Clube Star Trek às 16h)

*DOMINGO*

Auditório

*Festival Sato Kids*
A partir das 8 horas da manhã:
*A TURMA DO RONALDINHO
*HELLO KITTY
*DAREAMON
*OM NOM
* TOPO GIGIO

*Festival Sato Tokusatsu*
11h - ESQUADRÃO RELÂMPAGO CHANGEMAN
12h - COMANDO ESTRELAR FLASHMAN
13h - JASPION
14h - JIRAIYA

15h - PROJETO GEEK BATERA

16h - Garo - O Filme: Red Requiem

*18h - Encerramento da Virada Cultural - Circuito Geek*

Em todos os horários das 00H às 18h áreas temáticas ( FÃ CLUBE DOS POWER RANGERS, SAGA GAMES, INSTITUTO DOS QUADRINHOS, UBCS UMBRELA, PALESTRA E PARTICIPAÇÃO DO FÃ CLUBE DO CHAVES ÀS 14H)


Observação feita, voltando para as 21h20, devo dizer que após nós (eu e aish) nos encontrarmos, lá na estação, como já estávamos pelo Vale, iniciamos a caminhada indo dar uma olhada no "Palco dos Musicais" (que havia salvado a Virada de 2015 e, desta vez estava melhor localizado), onde queria dar um abraço em alguns responsáveis (que já vinham de 2015)

Chegamos um pouco antes de iniciar a peça em homenagem à Elis Regina, e bem na hora que um punhado de pessoas com ar de "estamos aproveitando o pequeno pUder que este crachá de papel nos dá" chegou e causou um rebuliço (pois, aparentemente todos tinham que ser bem acomodadinhos, e toca aparecer cadeira para a turminha).

Acabamos entrando (21h40) quase que na marra pois, graças à bagunça para acomodar os "puderosos do dinheiro público", as pessoas que nos viram não conseguiram entender que lá estávamos só pra um abraço e nada mais...


Demos uma volta rápida...
Demos os abraços programados...


O musical começou...


E 21h49 já estávamos fora do convívio com o grupinho usando o crachá mais importante que os demais, que "tinha que sentar na frente" (UFA!)

De volta para o cheiro de urina e, a caminho da biblioteca Mário de Andrade (pauta/foco inicial e único desta virada), lá fomos nós...


Até pq a programação era clara em anunciar:

"Em todos os horários das 14h às 23h59min áreas temáticas (Stúdio Cosplay, Dance Party, Instituto dos Quadrinhos, Show de hipnose com Rafael Carvalho, Exposição de Animes e Palestra com Fã Clube Star Trek às 16h)"

21h58 já estávamos na frente da biblioteca e qual não foi minha surpresa (boa) em ver a faixa esticada...


Tá que não era uma faixa específica do evento mas, caía como uma luva para o mundo Geek (vocês leram nossa matéria aqui, sobre a campanha "Cosplay Is Not Consent"?)

Passada a alegria com a faixa, entramos para procurar e prestigiar os responsáveis/amigos e ver as salas temáticas, mas tudo estava vazio... (pra não dizer vazio, tinham os seguranças e duas pessoas dormindo de RONCAR -juro- em uns sofás -até filmei, mas deixa pra lá-)


Fizemos ...

Do local/situação...

Registramos presença e...


Saímos caminhando...

Respirando cheiro de urina...

Caminhando...

Vendo um ou outro palco que surgia em alguma esquina ou cruzamento...

Caminhando...

Respirando cheiro de urina...

Passando por ruas vazias e sem policiamento...

Vendo um ou outro palco fechado...

Passando por pessoas já em estado deplorável...

Respirando cheiro de urina...

Caminhando...

Até que encontramos um boteco aberto (até as 23h00 segundo os donos), entramos e demos uma pausa pra prosear e dar risada (nervosa) da situação a que nos encontrávamos (ainda bem que o Metrô -embora pago- estava aberto 24 horas -ops! então é possível?? Ok!!-).

Quando as cadeiras foram sendo postas em mesas perto de nós, pedimos a conta e lá fomos nós de volta pra rotina de caminhar, respirar urina, andar em ruas vazias e trombar vez ou outra com pessoas tão perdidas e desanimadas quanto nós...

Nisso já era quase 0h00 e no trajeto do Teatro Municipal até a Prefeitura, quando já estamos indo embora, ouvimos uma explosão e duas meninas passaram assustadas apontando para (pensamos) "um princípio de incêndio" lá embaixo no Vale (do Anhangabaú)...

Olhamos as labaredas (e por mais que não estivéssemos vibrando com o desastre, aquilo poderia ser notícia) e lá fomos nós verificar...

Descemos (pisando em urina -impressionante como todas as escadas e ruas desertas foram feitas de banheiro-), caminhamos e chegamos no local...

Local onde, 12h25, tivemos uma explosão (sim, mas) de alegria ao descobrir que na verdade aquelas labaredas, e até a explosão, faziam parte de um maravilhoso espetáculo do Pyrophone Juggernaut (grupo Australiano que estava se apresentando em uma estrutura no melhor estilo "MAD MAX") e, então, por lá ficamos realmente hipnotizados...





Show finalizado...

Entramos (eu e a aish) em contato com a produção do palco e do show (todos muito profissionais e tranquilos) e conseguimos organizar uma foto batuta com os integrantes do grupo (para alegria de fotógrafos credenciados que correram para aproveitar a pose... Eh dó! Eh vergonha alheia... tsc tsc)


Foto esta que teve uma sequência com a participação da brigada de bombeiros que dava apoio...


E que gerou (12h44) uma super exclusiva com o Sr Mark Bromilow, responsável por trazer a atração para o Brasil...


 Papo finalizado, agradecimentos feitos, deixamos a estrutura lá vazia ("esperando ser usada novamente na próxima apresentação às 3h00") e...


Como não tinha nada mais que prestasse (talvez até tivesse, mas as distancias, falta de segurança, cheiros e estrutura da virada não animavam a se arriscar nesta busca), seguimos o caminho de volta pra casa...



Nos despedimos com um abraço (no dia do abraço hehehehe)


E demos adeus para uma


Que a cada ano que passa esta mais institucionalizada, pausteurizada, apodrecida e sem graça...

Até a próxima (ou não)

 Observações:

  • Eu até ia colocar um monte de observações aqui mas, como diz o ditado, NÃO SE CHUTA CACHORRO MORTO! (Sim, o ditado é péssimo e politicamente incorreto, tanto quanto o pau que a Dona Chica jogou no gato, ainda mais sendo usado por um quase ativista animal, mas vocês entenderam né? Então tá bom)
Share on Google Plus

About Videoteca do Olhar Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário