Los Muertos Walkink Parade 2019 (& Zombie Walk SP)

Texto e Imagens: Ribas Machado





Bom, vamos por partes...

Sim!! Hoje ocorreu mais uma Zombie Walk SP



Sim!! Eu sei que vocês sabem que (depois de várias idas/chances/torcidas, em várias edições) eu havia prometido não pisar mais neste evento, mas...

Sim!! Eu também sei que vocês me conhecem e sabem que eu não consigo ficar longe de novidades envolvendo a cultura pop, ainda mais se tiver uma temática de terror, portanto lá fui eu pro Anhangabaú...



Fiz algumas fotinhos tradicionais na estação/concentração clássica





Observei a movimentação inicial...

Fui observado...



Encontrei com a Bruninha  (que se aventuraria comigo nesta aventura...)


Sempre bom ter uma bomba por perto...




Encontrei algo que eu adoro e nunca pode faltar numa ZW (Grupinhos de TWD)



Repeti fotos clássicas





Com participações, idem...



Aí, o tempo foi passando e precisei (precisamos, pois a Bruninha foi junto) sair quase correndo, pois tinha um compromisso marcado com a assessoria de imprensa do evento (sim, tinha isto, este ano...)

Até pensei em pegar um táxi, mas o ponto não estava muito bem frequentado heheheh



- MAS... RIBAS!! QUE RAIOS DE NOVIDADE ROLARIA NA ZW DESSE ANO, O QUE VC FOI FAZER LÁ DE NOVO???!!!???

Então...

Neste ano, teríamos (e tivemos) dois eventos em um...

Verdade que de certa forma eles estavam quase que amalgamados mas, por um lado, ainda bem (e por outro, que pena) que não eram um só, explico...

Neste ano, tivemos o primeiro ano da "Los Muertos Walking Parade", evento basicamente, organizado pelo Beto Lago (da Associação da Noite e Entretenimento Paulistano) e pelo Rafael Guedes (da Associação do Triângulo Histórico), vou deixar este último explicar um pouco da novidade...



Batuta né? Pois é!!

Este evento, estava realmente como o Rafael falou (não se assustem nem estranhem caso vocês tenham visto os noticiários da noite, na tv aberta) e, no setor que abrangia os 06 palcos...



Tínhamos...

Segurança, organização, uma sala de imprensa muito supimpa...



Coordenada pelo Alex Brandão e pelo João Felipe



Tivemos Credenciais (e muito respeito, para com a imprensa)


Tivemos...

Tranquilidade


Decoração Supimpa




Bastante informação pelas ruas...




Área de alimentação



(Seis) Palcos, com muitas atrações...
 






Enfim, neste espaço (aberto ao público e, portanto) gratuito, frise-se, tivemos tudo (e até mais do) que o Rafael falou e, portanto, pelo menos de dia/tarde, tivemos um espaço ATÉ familiar!!

Que, conforme a tarde e a hora da caminhada (zombie walk, propriamente dita) ia chegando...



Foi tornando o local de concentração (Praça do Patriarca/ Viaduto do Chá) lotado...


Bem lotado!!



Nisso, eu e a Bruninha fomos nos posicionar para ver a saída da Zombie Walk (que rolaria dentro da programação da LMWP)...

No caminho, olhem só quem eu encontro, quase surgindo das cinzas e prometendo voltar a fotografar nos eventos!!!


- FOCO RIBAS!!

Ok!!

Nos posicionamos no Viaduto do Chá e...

17h00 em ponto...




Lá veio a "parade", a "walk"












E, infelizmente, junto com ela, meio que possivelmente inspirados nos "SUSSURRADORES", vieram VÁRIOS grupos de adolescentes, bem estereotipados (pelo menos isto, pois dava para separa-los do todo e ficar alerta) fazendo arrastões, furtando (e, até, roubando) celulares, carteiras e o que mais surgisse na frente deles...

Aqui, vale uma pausa, para contar que:
Enquanto eu fazia as fotos acima, exatamente Às 17h06, hora da última foto, a Bruninha estava sendo fotografada na calçada e, quando me viro, foi o tempo de eu ver um moleque, puxar o celular da mão da menina que fotografava a Bruna, passando rápido para um outro que vinha na direção contrária do primeiro. Nisso o segundo teve o azar (AINDA BEM) de trombar com a menina (que voou pra cima do primeiro e (possíveis) amigos), nisso ele, vagabundinho covarde,  levou uma bela porrada, em cheio, na cara, de um (acho) amigo da menina (acho que era amigo, seja como for, tomou as dores e se envolveu) vindo o celular a voar, cair no chão (tudo na minha frente), nisso começou uma bagunça, guardei as costas e fui achar a Bruna (que acabou do outro lado do tumulto), quando a encontrei e nos posicionamos em segurança, pude ver mais uns 7 ou 8 moleques (amigos dos dois vagabundos citados inicialmente) avançarem na direção do que havia dado a porrada e, na adrenalina havia ficado discutindo com os dois iniciais, aqui, neste momento, o que já não havia perdido do encanto do evento, morreu de vez, pois o grupo de vagabundos, cercou e espancou o garoto que havia defendido a menina e eu não pude (nem, na situação poderia) fazer nada além de acompanhar com os olhos enquanto ia (e levava a Bruna) para algum lugar seguro e menos "muvucado" atrás de algum policiamento que, porventura, estivesse acompanhando a caminhada (Doce ilusão)...

Poucas vezes me senti tão impotente e, isto, tirou todo o meu animo de seguir no evento...

Mas, meio que logo em seguida, encontramos e fomos encontrando muita gente tradicional dos eventos geek (que também tinham visto situações semelhantes)






Aí, meio que montamos um grupo (que só crescia) e fomos nos distraindo, enquanto o tempo foi passando...




Fomos avançando no evento, mesmo que, por DIVERSAS vezes, víamos grupos outros de moleques indo e vindo atrás de presas...

Víamos moleques correndo pra lá e pra cá, com vítimas (até de idade avançada) tentando correr atrás (e atrás) de seus bens...

E pra onde olhávamos, que tinha um policial ou uma viatura, sempre tinham muitas vítimas buscando ajuda!



Nisso, realmente, veio a comprovação de que, como já ocorre há anos na ZW clássica e, desta vez não foi diferente... Por mais que a ZW fosse ou, de certa forma, estivesse como parte, como uma atração da LMWP, fato é que ela veio de porteira fechada, ou seja, sem segurança, sem organização (organizada) cheia de arrastões, cheia de gente bêbada (no mínimo) e (conseguiu se mostrar) ainda pior que nas últimas edições...

Não sei se teria uma solução, talvez cercar e fechar uma área grande com palcos, grades, segurança particular e policiamento mas, sei lá, (a caminhada) sempre seria um evento aberto, sem possibilidade de grande controle e repleta de facilidade de acesso de ladrões e vagabundos...

É pena pois a ZW acaba meio que sendo o coração da LMWP mas, infelizmente ela se mostra um coração apodrecido que se não for muito bem tratado ou, talvez, até transplantado acabará por tornar a (cheia de potencial) LMWP como a verdadeira zumbi da paradinha...

O Tempo dirá...

E, enquanto o tempo não vem, chega de papo ruim e bora ver imagens supimpas deste ano, imagens estas que me entristecem ainda mais, pois agora, aqui, revejo pessoas que entraram na onda com amor, investiram até e, se bobear, neste momento em que escrevo (algumas, várias, sei lá...) estão sofrendo lembranças ruins e possíveis traumas...

Até a próx...

Ou melhor... Até o próximo evento, pois sinceramente não sei se estarei nA PRÓXIMA edição...

Bora ver imagens...






































Share on Google Plus

About Ribas Machado

0 comentários:

Postar um comentário